Passeio de um dia a Colonia del Sacramento

7 abril 2011

Acordamos bem cedo para estar às 07:30 no terminal da Colonia Express.  Pedimos ao hotel para chamar um táxi.  O procedimento é parecido com o de um aeroporto: você entrega as passagens e o documento de entrada no balcão.  Depois, uns quinze minutos antes, forma-se uma fila para passar pelo Raixo X.  Depois, outra para carimbar o passaporte (saída Argentina, entrada Uruguai).  Qual não veio a surpresa em ver que a  Uruguaia carimbou emcima do carinho portenho! Fiquei enfurecida.  O barco saiu pontualmente às 08:30.  Dentro do barco, há um freeshop e uma lanchonete (tudo em pesos uruguaios).  Haviam poucas pessoas e o tempo estava nublado.  Escolhemos um lugar para sentar e aproveitamos para dormir.  Há três LCDs que passam alguns vídeos interessantes.   Do lado de fora, o rio da Prata que mais parece um mar.  Barrento. Chegamos uma hora depois a cidade uruguaia.  Lá observei os vários ônibus com destino a Montevidéu.  Quem sabe numa próxima viagem?  No terminal marítimo, uma senhora nos espera com o cartaz “Tour Colonia Express”.  A guia espera a todos e depois entrega o mapa  e diz que o tour será bilíngue (inglês e espanhol).  Perguntou a nacionalidade de cada um.  Os brasileiros são a maioria.    Feitas as apresentações, a guia nos levou ao centro histórico da cidade.

 

Ponto de check-in da Colonia Express e interior do barco rápido

Centro histórico de Colônia

Só soube que existia a cidade de Colônia quando comecei as pesquisas sobre Buenos Aires.  Colônia do Sacramento foi fundada por um português chamado Manuel Lobo.  Contudo, a cidade ora estava sob domínio português, ora sob domínio espanhol.  A guia deu várias explicações sobre a história do lugar, sobre os costumes, museus existentes, a igreja, etc.  O centro histórico é bem preservado, a cidade é pacata e aprazível.  Uma graça os carros antigos, as pedras irregulares das ruas e as árvores.

A guia se despediu e um colombiano muy buena gente se juntou a nós:  Jimmy.  Fomos até o píer, caminhamos sem rumo pelas ruas até parar num restaurante para beber uma cerveja uruguaia: a Patrizia.  Segundo os especialistas do trio, esta cerveja é muito boa.  Falamos sobre os costumes e a comida de nossos países, a confusão entre o português e o espanhol de tudo.  Acabamos almoçando no mesmo restaurante que Jimmy.  Explico:  A Colonia Express vende também o pacote coma almoço incluído.  Não optamos por esse pois queríamos mais liberdade.   Como o Jimmy comprou e estávamos com ele, almoçamos no mesmo lugar, que fica um pouco distante do Centro histórico.  Nós comemos um churrasco com fritas.  Ainda não entendi bem o que é churrasco no Uruguai mas deve ser um bife.  Pagamos em pesos argentinos e recebemos em pesos uruguaios.  Passamos na casa de câmbio e voltamos para o portão-símbolo da cidade.    Ao fazer o caminho de volta ao terminal marítimo (marítimo não! fluvial), pegamos chuva!  Nada que uma corridinha básica não ajude para não se molhar tanto.

Calculamos chegar uma hora antes do barco para os procedimentos imigratórios.  Aí vem a decepção:  A polícia uruguaia é muito desorganizada.  Ficamos quase a hora inteira na fila!  Caso faça este passeio, fique de olho nos horários.  Voltamos para Bs As e a chuva só fazia aumentar.  A esperança era que aparecesse táxis para nos levar até o hotel mas não era frequente a presença deles.  Esperamos mais um pouco e resolvemos ir para um ponto de ônibus. Caminhando na rua mesmo!  Foi só andar um pouco e apareceu um motorista bondoso que parou para nós.  Tão gentil e tão rude na hora que minha amiga se atrapalhou para colocar as moedas!  Puxa, um impaciente!

A chuva diminuiu e aproveitamos que o ponto final do ônibus era no Retiro.  Passamos na Manuel Tienda León e reservamos o ônibus para o sábado.  Um remis nos pega no hotel.  Valor total: ARS 55,00 para cada uma.  De lá, estávamos bem perto do hotel.  Não víamos a hora de chegar.   No mais, a certeza de que hoje foi um dia muito agradável.  Mesmo chovendo.

 Quem converte, não diverte

Táxi da Calle Maipu até Terminal da Colonia Express: ARS 32,00
Daytour Colonia del Sacramento: ARS 228,00
Almoço – La Pasiva: ARS 70,00
Jantar – Galerías Pacífico: ARS 38,00

Um comentário

  1. Ana Helt disse:

    Pat!!!!!
    Promo da gol!!! Comprei Uruguai!rs

Deixe seu comentário