Ficha técnica: Grécia e Turquia com stop-over em Paris

22 agosto 2013

O roteiro

As cúpulas azuis das igrejas de Santorini

A viagem para Grécia e Turquia seria em 2011 mas como estava com sérias restrições de orçamento, adiei os planos para 2012. O roteiro da Grécia restringirá a Atenas e as ilhas gregas. Dentre tantas, escolhi as famosas  Santorini e Mykonos; além de Milos, cujas fotos de suas praias eu fiquei encantada. Na Turquia, os lugares históricos: Istambul, Éfeso, Pamukkale e a Capadócia (cidade escolhida: Goreme).

Todo o planejamento da viagem foi descritos nos posts:

http://www.omundoaosmeuspes.com.br/grecia-e-turquia-planejando-uma-viagem-parte-i/
http://www.omundoaosmeuspes.com.br/grecia-e-turquia-planejando-uma-viagem-parte-ii/

A viagem foi realizada no período de 24/05/12 e e 21/06/12.  Compramos as passagens em fevereiro. Na época, a opção mais barata foi a Air France.  Com isso, conseguimos um stop-over em Paris por 4 dias. Sem pagar nada a mais por isso. Seriam três anos de um mochilão que fiz sozinha pela Europa e tinha muita vontade de voltar à Paris. De forma que a nossa passagem foi: Rio de Janeiro – Atenas (ida), Istambul – Paris e Paris – Rio de Janeiro (volta).

O roteiro que fizemos em 27 dias: Rio de Janeiro > Atenas > Milos > Santorini > Mykonos > Istambul > Izmir > Kusadaki > Pamukkale > Göreme > Istambul > Paris > Rio de Janeiro.

Os deslocamentos
Além da passagem intercontinental pela Air France, compramos antecipadamente todos os trajetos de ferry entre Atenas e as ilhas gregas. Não consegui comprar o trecho Mykonos – Istambul pela Aegean Airlines porque a companhia só aceitava pagamentos com cartões de crédito Verified by VISA, o que no Brasil – se não mudou – só o Bradesco emitia este tipo de cartão.  Em Mykonos, conhecemos um casal de brasileiros que diz ter comprado com o American Express. Assim, o aéreo Mykonos – Istambul compramos no aeroporto de Atenas e pagamos bem mais caro ;-(

Os trechos internos pela Turquia compramos em Istambul, fechando um pacote com uma agência de turismo.

Como viajamos

É sempre bom falar sobre o meu modo de viajar. Isto faz a diferença sobre as impressões de um lugar.  Aquele lugar maravilhoso que seu amigo baladeiro gostou pode não ser tão maravilhoso assim para você.  Gostamos de um certo conforto mas sempre com boa relação custo/benefício. Temos preferência por viagens realizadas de forma independente sempre que possível. Eu gosto de História, prefiro passear o dia inteiro e descansar à noite. Minhas amigas gostam de sair à noite. Também somos chegadas às compras. Todas nós gostamos de praia. Não economizamos com comida e de forma geral, escolhemos uma das refeições como a principal e na outra só “beliscamos”.

Fontes de Consulta

Guias de viagem
Eu comprei o Lonely Planet Istambul em português e foi de grande ajuda principalmente nos lugares onde não alugamos o áudio-guia. Também adquiri o Guia Visual da Folha Grécia mas não levei na viagem. Sobre Atenas, eu fiz um resuminho e coloquei no aplicativo de viagem para celular TripIt.

Na internet

  • Os blogs Wazari, Turomaquia, Fui e voltei prá contar e Viaggio Mondo dentre outros.
  • Sobre Milos, os blogs Próximos Destinos e Vícios de Viagens.
  • A comunidade do Orkut “Dicas Imperdíveis de viagens”. Há um tópico movimentado sobre a Grécia.
  • No site Mochileiros.com, os relatos dos usuários Davlav e o MCM ajudaram bastante.

Nota: A Turquia virou uma febre ainda mais com a novela “Salve Jorge”. Hoje há vários relatos de viagem sobre a Turquia na rede.

Aplicativos de celular
Eu sempre uso o Skype.  É a forma mais barata que eu conheço para ligar para casa sem gastar os tubos. Aliás, nunca mas nunca use o telefone do hotel! Eu baixei o Ametro que tem vários mapas de metrô e usei o TripIt como organizador de viagens. Todas as reservas (ferries, hotéis e passagens aéreas) e o planejamento em si, eu os reuni no aplicativo.  Não funcionou tudo as mil maravilhas porque eu fiz tudo em cima da hora mas só o fato das reservas estarem em um único lugar ajudou e muito.

Eu não usaria mais o Ametro porque eu acho que usar o papel é mais prático. Quanto ao guia de viagem, eu continuo com a opinião que é melhor criar um próprio, com as informações que juntou no planejamento e ir usando.  Mas eu confesso que sou muito fã de papel.

Planilha de viagem
Atualizei a planilha com o roteiro realizado, os custos de transporte e hospedagem. Não foi uma viagem mochileira mas as informações podem ser úteis a todos. Em breve, eu colocarei disponível na seção “Planejamento/Download”. disponível na seção Planilhas de viagem.

2 Comentários

  1. Patricia - Turomaquia disse:

    Brigaduuu pela citação do Turo 🙂

Deixe seu comentário