Grécia e Turquia: planejando uma viagem (parte II)

3 julho 2012

Compramos a passagem Rio de Janeiro – Atenas – Istambul – Rio de Janeiro em fevereiro. Conseguimos um ótimo preço na Air France.  Como eu tinha dias disponíveis, compramos com a passagem com stopover em Paris. O que acabou saindo mais barato. Só teve um problema: eu não estava com o roteiro na hora da compra e acabei colocando quatro dias de stop-over e 24 dias para fazer o roteiro inicial!

Os deslocamentos na Grécia

Os deslocamentos entre as ilhas serão de ferry. Apesar de ter lido vários relatos sobre pessoas que enjoam durante a viagem (eu sou do tipo que passo mal em barco fácil), arrisquei. Achei melhor porque não teria o estresse com trâmites burocráticos de aeroporto e limite de bagagem.

A ordem das ilhas foi escolhida de forma que a duração da viagem não ultrapassasse 3h e seguindo a linha de pensamento de “deixar o melhor para depois”.

De Atenas para Milos – ferry – 2h30 de duração
De Milos para Santorini – ferry – 1h35 de duração
De Santorini para Mykonos – ferry – 2h30 de duração

As companhias de ferry na Grécia são a Helenic Airways, Blue Star e Seajets.  As passagens podem ser compradas nos sites da companhias de ferry ou em sites agregadores como o  Greeka.com. Importante dizer que os trajetos só aparecem no site uns 2 ou 3 meses antes da data desejada.

Nós compramos as passagens no cartão de crédito no mês de abril (dois meses antes da viagem), no site Greeka.com. Recebi um e-mail com as informações dos trajetos e as instruções para trocar o e-mail impresso pelas passagens em Atenas.

Como o ferry de Atenas para Milos será às 07:00 e a viagem dura menos de 2h30min, decidimos ficar duas noites por lá.

 Os deslocamentos na Turquia

Essa foi a parte mais difícil de encaixar. Como fazer o roteiro para o interior da Turquia?  Ouvi muitos elogios sobre os ônibus turcos mas li também que eles não tinham banheiro. Não me imaginava fazendo mais uma viagem longa de ônibus (traumas da Bolívia?), então o roteiro foi planejado inicialmente previa  fazer todos os trechos internos de avião.

As companhias áereas turcas são a Turkish Airlines, Pegasus, Atlasjet, Onu Airlines e a Sun Express.

De Istambul para Éfeso

O  aeroporto mais próximo de Éfeso está na cidade de Izmir (ADB). De Izmir, há a opção de pegar uma van (chamada de Dolmus) ou um trem para Selçuk, a cidade mais próxima das ruínas de Éfeso.   Boas opções para pernoitar são Selçuk e Kusadaki, local onde os cruzeiros aportam.

De Éfeso para Pamukkale

São duas opções que melhor se adequam a nossa viagem:
(a) Bate-volta a partir de  Selçuk ou Kusadaki.  A desvantagem é que o passeio acaba sendo cansativo porque o tempo de viagem é aproximadamente três horas.
(b) Ônibus ou dolmus para Pamukkale (3h).

De Pamukkale para Capadócia

Após conhecer as piscinas travertinas e Hierápolis, as opções são:
(a) Seguir para Denizli e pegar o ônibus noturno para Göreme (uma das cidades da região da Capadócia);
(b) Voltar para Selçuk ou Kusadaki e pernoitar por lá.  No dia seguinte, ir para Izmir para pegar o voo para Capadócia (aeroporto de Kayseri ou aeroporto de Nevsehir);
(c) Pernoitar em Pamukkale e só no dia seguinte, ir para Izmir e pegar o voo para Capadócia.

A princípio, nós faríamos o bate-volta para Pamukkale e no dia seguinte, iríamos para Goreme de avião.  Praticamente, todas as cias aéreas turcas fazem o trecho Istambul – Izmir.  Já o trecho Izmir – Kayseri é operado somente pela Sun Express.

Há dois aeroportos em Istambul, o Ataturk (IST) e o Sabina Goçhen (SAW), na parte asiática. Os voos da Capadócia chegam no aeroporto de Sabina, que fica a 1 hora da região de Sultanahmet, a parte turística.

De Mykonos para Istambul, o melhor horário e preço eram da Aegean Airlines.  Não consegui comprar a passagem pois havia exigência do cartão de crédito ser Verified by VISA. Tentei comprar em sites agregadores. O preço não compensava. Então, por forças das cirscunstâncias, deixamos para comprar a passagem em Atenas.  Assim como fechar o pacote do interior da Turquia em Istambul.

 A HOSPEDAGEM

Baseado em alguns blogs e relatos de viagem, reservamos alguns hotéis pelo Booking.com ou pelo site do hotel.

Para quem não conhece como funciona o Booking.com, clique aqui.  A vantagem do Booking é que você não precisa pagar nada antecipado e dependendo do preço que você fechar, o cancelamento é reembolsável.  O pagamento só é realizado no momento do check-in, o que faz você economizar alguns trocados que seriam destinados ao IOF, caso pagasse diretamente no cartão de crédito.

  • Atenas:  Central Hotel, no bairro de Plaka.
  • Mykonos: Damianos hotel. Com direito a transfer gratuito.
  • Santorini: El Greco Resort, em Fira. O El Greco foi indicação de uma amiga, que teceu mil elogios para o hotel.
  • Istambul: Hotel Erboy, na região de Sultanahmet. Reservado diretamente no site do hotel. Não precisou pagar nada.  Há uma promoção: cinco noites ou mais de estadia tem direito a transfer gratuito do aeroporto Ataturk e a um jantar grátis.
  • Paris: Eiffel Kennedy, um pouco distante das atrações mas foi o que encontramos com melhor relação custo/benefício para apartamento triplo.

O roteiro planejado

Pondo tudo o que eu falei em uma planilha, o roteiro seria este aqui:

Como já disse, temos em aberto a viagem para o interior da Turquia.  O pacote será fechado em Istambul porém eu tenho ideia de como será o roteiro. Uma dúvida é a volta para Istambul, não sei se é melhor pegar o voo dia 15/06 à noite ou voltar pela manhã e no mesmo dia seguir para Paris.

No próximo post, contrariando um pouco a ordem cronológica dos passeios, eu conto sobre o roteiro que eu faria, se tivesse que viajar novamente.  Após viagem, gosto sempre de deixar anotado o que deu certo e o que deu errado, alguns ajustes para tornar a viagem mais agradável para o meu gosto.

 

 

11 Comentários

  1. edison disse:

    viajo para Istambul dia 10 fico 3 dias em Istambul e vou´para a grecia, preciso tomar vacina contra febre amarela

  2. priscila disse:

    oi, gostamos muito das dicas e opções para a viagem.
    Não entendi direito a volta de pamukkale para capadocia.
    Quero ir de avião pq nao tenho muito tempo.
    Então vou de istambul para dinizli. Passo o dia em pamukkale e dps volto neste dia mesmo para dinizli e pego avião indo para algum aereporto da região da capadocia. O que sugere? Consegue me ajudar? É possível fazer assim?

    • Pat Alves disse:

      Priscila, acredito sim que seja possível. Nós fomos de pacotão mesmo. Eu não sei dizer se tem ônibus de Denizli para Goreme (região da Capadócia). Se eu fosse fazer independente, procuraria encaixar o roteiro para pegar um voo de Izmir para Capadócia (aeroporto de Goreme ou Nevsehir). Na épooca não existia, mas você pode ver se há voos de Denizli para Goreme ou Nevsehir.

  3. JOSE ROBERTO disse:

    Ola, tudo bem, gostaria de mais detalhes e valores e problemas encontrados eu já fui a Grecia e Paris , mas na Grecia não fui as ilhas pois optei em ir para outros lugares, agor aminha esposa q

  4. Muito bom seu blog! Parabéns!
    Estou planejando um roteiro também, mas gostaria de saber o gasto aproximado seu de alimentação na Turquia e na Grécia.
    Obrigada

  5. Cleber disse:

    Gostei!! Aproveitei suas informações em um trajeto parecido com o seu. Estou fazendo viajem de Praga a Atenas, passando pela croácia(carro). Mykonos, santorini,capadocia-istanbul-Paris. Valeu.

Deixe seu comentário