Guia de bolso – Bolívia

3 junho 2013

Destaque: Bolívia

Como planejar uma viagem para a Bolívia

“Pat, o que você vai fazer na Bolívia?” _ Esta foi a pergunta que muitos amigos meus fizeram. Saibam que as paisagens bolivianas foram o cenário mais bonito que vi até agora nas minhas viagens.  Olha que já são 15 países no currículo! Muita gente torce o nariz quando ouve falar em turismo na Bolívia. Puro desconhecimento, aposto! Desarmem-se do preconceito e vão conhecer o surpreendente país vizinho.

Estilo da viagem

Sim, a Bolívia é um país pobre e o perfil mais encontrado de turistas no país é de jovens mochileiros entre 18 e 25 anos. Bom, há muito tempo eu não me encaixo nesta faixa. Porém, tenho obrigação de dizer que lá não é bem o lugar para quem não abre mão do conforto, que não tenha uma boa dose de disposição física e que não goste de aventuras.  Por quê? As viagens de ônibus são longas. Os ônibus não tem banheiro (deve haver suas exceções mas eu não as conheci). Em alguns passeios como a expedição para o Salar de Uyuni, você fica um dia sem tomar banho. Dependendo da época que for, o frio é de lascar. Mas olha, tomando os devidos cuidados, vale muito a pena! Duvido que se arrependa!

O que conhecer na Bolívia

Sugiro conhecer La Paz, Copacabana, o lago Titicaca, a Isla del Sol, Sucre, Potosí e Uyuni.

Mapa da Bolívia
Extraído de: http://www.worldatlas.com/webimage/countrys/samerica/lgcolor/bocolor.htm

La Paz é a capital administrativa e a sede do Governo. La Paz não parece capital! Muitas pessoas com trajes típicos, principalmente as cholas. Em qualquer lugar que ande, não há como não notar a presença imponente da montanha Ilimani.

Copacabana é a maior cidade boliviana às margens do lago Titicaca.  Sabia que esta Copacabana é a original? O famoso bairro carioca recebeu o nome de Copacabana graças à uma réplica da imagem de Nossa Senhora de Copacabana trazida por comerciantes espanhóis para a igreja local.

Lago Titicaca: Provavelmente você já deve ter respondido em alguma prova  do antigo ginásio que o lago mais alto do mundo era o lago Titicaca. O Titicaca está a mais de 3.200m de altitude.  Além disso, possui mais de 8.000 Km² de extensão, indo da Bolívia até o Peru. Quando você o vê nem acredita que aquilo não seja mar.  Tem várias ilhas, algumas povoadas como a Isla del Sol (Bolívia) e a Isla de los Uros (Peru). A Bolívia mantém a Marinha só para cuidar do lago (A Bolívia não tem ligação com o mar pois perdeu parte de seu território em guerras com o Chile e Peru).

A Isla del Sol é a maior ilha do lago Titicaca. Palco de ruínas incas e belos cenários.

Sucre é a capital constitucional da Bolívia e sede do Judiciário. Sucre teve grande importância para a história do país. Tem seu centro histórico preservado e é a cidade mais bonita da Bolívia. Considerada pela UNESCO patrimônio cultural da humanidade.

Potosí, no passado, chegou a ser a cidade mais rica do mundo graças à exploração da prata pelos espanhóis. É considerada pela UNESCO patrimônio cultural da humanidade.

Uyuni é a porta de entrada para o salar de Uyuni, o maior deserto de sal do mundo.  O deserto é de longe o lugar mais interessante a se conhecer da Bolívia. É um orgulho nacional. A cidade em si não tem atrativos.

Passeios pela Bolívia


La Paz



A primeira coisa que você tem que fazer ao chegar em La Paz é descansar.  La Paz está a 3.660 m do nível do mar. Seu organismo não está acostumado. Se fizer algum esforço, pode sentir uma forte dor de cabeça.  Caminhar por poucos metros pode ser um grande esforço.  Os efeitos da altitude variam de pessoa a pessoa. Tem gente que não sente nada.  Tem gente que fica com uma dor de cabeça terrível. Um conselho: é tomar chá de coca com frequência (não se preocupe, não é alucinógeno!). No meu caso, nem o chá de coca resolveu. Somente as pílulas conhecidas como “soroche pills”. A minha amiga não sentiu nada.

Se for caminhar, sempre pare um pouco porque como se não bastasse a altitude, a cidade tem ladeiras! O Centro da cidade é um caos mas isto é o mais interessante da cidade: caminhar e observar. Ônibus antigos, trânsito louco, cholas (mulheres vestidas em trajes típicos) vendendo fetos de animais em barracas, turistas em tudo quanto é canto, cheiro de frango frito, homens vestidos de zebra orientando o trânsito, etc.

Por falar em barracas, não arrisque sua saúde e não estrague sua viagem: não coma nada na rua!

Circulando por La Paz

Turisticamente falando, as ruas mais interessantes são a Calle Lampu, Calla Sagárnaga, Calle Murillo e Av. Mariscal Santa Cruz. Nestas ruas estão as agências de turismo, lojas para comprar artigos para caminhadas, escaladas, hostels, pousadas (hostais), enfim… tudo.

Mapa de La Paz (2). Clique para ampliar

Vale a pena visitar nas andanças:

  • Mercado de Feitiçaria (Mercado de Hechicería) – Mercado de rua original. Original porque vendem coisas inacreditáveis. As barracas vendem ervas, roupas, folhas de coca e… fetos de lhama! Os fetos são considerados amuletos, item usado em feitiço para quem procura sorte e felicidade.  A entrada do mercado fica na Calle Sagárnaga.
  • Museu da Coca (Museo de la Coca) – Museu pequeno porém exibe informações importantes sobre a folha de coca e o seu uso no dia-a-dia, nos medicamentos, para aliviar os efeitos da altitude e o uso para o lado do mal: a cocaína. Na entrada é dado um guia em português. No segundo andar há um bar onde você pode experimentar a cerveja de coca.

Outros lugares: igreja de São Francisco, a Casa Murillo e o Museu Nacional do Folclore. A parte colonial de La Paz está retratada na Calle Jaén.

Tiwanaku

Tiwanaku ou Tihuanaco é a ruína de uma cidade pré-inca. Visita-se o museu e as ruínas. No museu,  vemos desde as ferramentas e utensílios utilizados por esse povo e uma múmia. As ruínas são muito interessantes, principalmente o Portal del Sol e os monolitos. O museu é bem simples. Peca por mais informação.

Como é o passeio?
O trajeto até Tiwanaco é de 72Km, sendo 1h30min aproximadamente de viagem. No caminho, que passa pela parte alta de La Paz, para em um mirante que dá para avistar um pedacinho do Lago Titicaca e parte de cordilheira dos Andes. Visita ao museu de cerâmica, museu lítico (que tem um totem Pachamama em pedra) e as ruínas dos templos (Kalasasaya e PumaPunku), inclusive o portal do sol. Horários: saída do hotel às 08:00 e chegada em La Paz às 16:00.

Downhill em Coroico

É uma descida de bicicleta pela Estrada da Morte, que é a  antiga estrada que ligava La Paz a Coroico.

Como é o passeio?
A van da agência de turismo leva o grupo até a montanha El Cumbre, a 4.700m de altitude. Lá os turistas recebem os equipamentos de proteção e bicicletas e começam o downhill passando por um trecho asfaltado da estrada, dividindo-a com carros.  Depois segue em trecho de terra até 1.200m de altitude Chegamos ao fim da estrada de chão em Yolosa a 1.200m de altitude. O passeio dura aproximadamente 5 horas.  As paisagens mudam no decorrer do caminho: desde frio e montanhas nevadas a cachoeiras e calor. Ao chegarmos no asfalto, as bicicletas são recolhidas e o grupo segue de van até um hotel em Coroico, onde é servido o  almoço e um banho, de chuveiro ou piscina. O passeio inclui café da manhã, almoço, bicicleta, lanches e água no caminho, camiseta e CD com fotos do passeio.

Nevado Chacaltaya e Valle de La Luna

O Glaciar Chacaltaya foi a estação de esqui do mundo mais alta do mundo.  Por conta do aquecimento global, foi desativada.

Como é o passeio?
A van da agência de turismo leva o grupo até a base do monte, onde fica o centro de estudos, que fica a 5.265m. O Chacaltaya está a 5.395m de altitude,então para chegar até o topo, o grupo deve caminhar mais 130m.  O retorno do Chacaltaya, a van passa no centro de La Paz novamente antes de ir ao Valle de La Luna. Horários: saída do hotel às 08:00 e chegada em La Paz às 14:00 (se não for ao Valle de La Luna) ou 15:30, caso vá.


Copacabana


Circulando por Copacabana

A cidade é bem pequena.  No cruzamento das avenidas 16 de Julio e 6 de Agosto, há um posto de Informações Turísticas.

Mapa de Copacabana

Mapa de Copacabana. Por TheJourney1978

Vale a pena conhecer:

  • O santuário de la Virgen de Copacabana;
  • Subir o Cerro Calvário para observar o pôr-do-sol. A subida demora cerca de 25 minutos.
  • Ir até o lago Titicaca e ficar impressionado com a nitidez da água e acreditar que aquilo não é mar 😉
  • Imperdível: pegar o barco no cais e conhecer a Isla del Sol.

Chegadas e Partidas

Há dois modos de sair de La Paz e chegar em Copacabana:

  • Pegar os ônibus que saem de frente ao cemitério (15 BOB). A passagem do barco para travessia em Tiquina também continua pelo valor de (1,5 BOB). De La Paz para Copacabana os ônibus saem desde às 7:00 até por volta das 18:00 e de Copacabana para La Paz desde às 8:00 até às 19:00.
  • Pegar o ônibus turístico (Milton tours e Combi Tours) que saem diariamente nos horários de 9:00 e 13:00.  Buscam os passageiros nos hotéis.
  • Quem quiser seguir para o Peru a cidade mais próxima é Puno, a umas 3/4 horas de ônibus.


Isla del Sol


O lago Titicaca

Extraído de http://www.boliviaexpedition.com/pagesp/bol-lp-titi.php

A Isla del Sol é a maior ilha do lago Titicaca e localiza-se na Bolívia. O Lago Titicaca é considerado sagrado pelos incas. Reza a lenda que o mundo surgiu ali, quando o deus Viracocha criou o sol, as estrelas e os primeiros povos.  Reza a lenda também que  Manco Capac, o primeiro rei de Cusco, nasceu na ilha. A ilha tem cenários lindos. Uma boa pedida para casais e boa pedida para quem estar disposto a percorrer os dois lados da ilha, contemplando estes cenários.

Chegadas e Partidas

Para chegar até a ilha, você tem que pegar o barco no cais de Copacabana, a 4h de ônibus de La Paz.  Antes de seguir para Isla del Sol, você tem que decidir se irá dormir na ilha ou se fará um bate-volta.  Para ambos, você deve saber qual lado da ilha quererá ficar e  qual lado você pegará o barco na viagem de volta à Copacabana.  O lado sul é mais turístico e portanto com infraestrutura maior de pousadas e hotéis.

a) Bate-e-volta
Você pode fechar ida e volta pro mesmo dia, ou seja, passa o dia lá e o barco te pega no fim da tarde. Compre o tíquete para o barco das 8:30 para o lado norte.  Uma parada no sul da ilha e segue para o norte.  O barco pega os passageiros às 15:00 no lado norte e às 16:30 no lado sul. Então, caso queira fazer a trilha, tem o intervalo de 10:30 até 15:30 para fazê-lo.

b) Dormir na ilha e voltar à Copacabana no dia seguinte.

A ilha

a Isla del Sol

Ao chegar a ilha você paga uma entrada que dá direito a conhecer uma espécie de museu e a acompanhar o tour guiado. O guia nos leva a conhecer as ruínas de Chincana, mesas de sacrifício e a pedra do puma. Tudo isso é no lado norte.

Se conselho fosse bom…

  • Há “pedágios” na ilha cobrados por moradores. O pedágio é questionável. Paguei mas teve uma hora, no último pedágio que não paguei de jeito nenhum. Já achei que era exploração e falei para o morador chamar a polícia. Estou aguardando o policial até agora.
  • Eu e minha amiga levamos quase cinco horas para caminhar de norte a sul da ilha. Eu sou sedentária. Ela, não.  Ao longo do caminho, várias pessoas nos passaram, inclusive os velhinhos franceses. Que inveja! Leve água mineral, uma mochilinha (porque andar com bolsa nestas horas só atrapalha), lenços umedecidos ou uma toalha e o principal: esteja aclimatado.
  • É bom estar com relógio pois os barcos não demoram muito a sair, esteja lá no horário combinado.


Uyuni


O que fazer em Uyuni

Não há nada a fazer em Uyuni. A cidade é apenas a porta de entrada para o melhor passeio do país, a expedição para o Salar de Uyuni. O passeio dura três dias e duas noites.

Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni é o maior planície de sal do mundo com aproximadamente 12.000Km². Reza a lenda que ali era um imenso lago pré-histórico, o lago Minchin, que com o passar dos anos secou dando a origem a esta imensidão de sal. Outra corrente de estudiosos defende que quando a cordilheira dos Andes se formou o choque das placas tectônicas dividu os oceanos. Parte deles ficaram a leste da cordilheira e com o passar dos anos evaporaram, deixando no altiplano o sal de suas águas. O salar também é uma das maiores reservas de lítio do mundo.

Salar Uyuni

Como é o passeio?
1° dia – Tour Salar de Uyuni: Laguna Branca, Laguna Verde, Laguna Colorada
2° dia – Tour Salar de Uyuni: Árbol de Pedra e Lagunas altiplanicas
3° dia – Tour Salar de Uyuni: Salar do Uyuni, Ilha do Pescado e varias paradas no Salar e Alota.

Mapa Salar de Uyuni

Extraído de: Cordillera Traveller

O que está incluso no passeio?

  • Carro 4×4 com 6 pessoas;
  • Refeições inclusas;
  • Hospedagem (uma noite hospedada em refúgio e outra noite hospedado em um hotel de sal).

O que não está incluso no passeio?

  • Entrada no Parque Reserva Nacional Eduardo Avaroa
  • Saco de dormir (é possível alugar em alguns refúgios)

O que levar

  • Óculos de sol;
  • Protetor labial;
  • Protetor solar;
  • Câmera fotográfica com bateria extra;
  • Papel higiênico;
  • Água;
  • Saco para dormir (aluga-se em alguns refúgios);
  • Proteção para o frio (luva, gorros, cachecol, corta-vento);
  • Roupa de banho, para as termas;
  • Lanchinhos para comer no carro;
  • Álcool gel;
  • Lenços umedecidos para aquele dia em que você não tomará banho.

Chegadas e Partidas

  • Ao chegar em Uyuni, tem a opção de pegar um ônibus noturno para La Paz (10h a 12h) ou ônibus para Potosí (6h). Em dias determinados, você tem a alternativa de pegar o trem para a cidade de Oruro. De Oruro pegar o ônibus para La Paz.
  • Com dias a mais, o turista pode passar uns dias no Chile e conhecer o Deserto de Atacama.  A excursão para o Salar deixa na exótica cidade de San Pedro de Atacama.
  • Há a opção para ir a Argentina: De trem para Villazón, a cidade boliviana mais próxima da fronteira com a Argentina (8h de viagem). Você pode cruzar a fronteira a pé para La Quiaca, a cidade argentina mais próxima. De La Quiaca pegar o ônibus para Salta.  De La Quiaca até Salta, a viagem dura 7 horas. Atenção: Não há trens todos os dias e as passagens são muito concorridas. Confira dias e horários dos trens em http://www.fca.com.bo/ Se não conseguir ir de trem, a opção é ir de ônibus até Villazón (há paradas como Tupiza). Prepare-se porque as estradas não são boas.

Se conselho fosse bom…

  • Pesquise relatos recentes para saber quais são as melhores agências indicadas. Em muitas, os carros são antigos e correm o risco de quebrar no meio do deserto. Também há relatos de motoristas bêbados e de acidentes.
  • Para quem vem do Chile, não esqueça de guardar pesos bolivianos suficientes para pagar as entradas das reservas nacionais, para alugar saco de dormir especialmente se for no inverno e para ir em alguns banheiros que são pagos.
  • Se veio de San Pedro, provavelmente chegará em Uyuni às 14:00. A sugestão é comprar passagem de ônibus noturno e seguir viagem seja para La Paz ou para Potosí. Saiba mais ou menos o valor das passagens, pois aqui e no Peru, o valor da passagem é de acordo com a cara do freguês. Olhos abertos!


Potosí


A cidade de Potosí foi fundada em 1545, após ter sido descobertas as reservas de prata na montanha conhecida como Cerro Rico.  A cidade foi a segunda cidade mais rica do mundo. A exploração foi tanta que as reservas de Cerro Rico esgotaram-se, contribuindo para o declínio de Potosí. Antigamente, havia a expressão “Vale um Potosí”, que significava que o objeto era de alto valor. Sua arquitetura que remete ao passado contribuiu para que a cidade recebesse o título da UNESCO de patrimônio histórico da humanidade.  Potosí está a mais de 4.000 m do nível do  mar.

Mapa de Potosí

 

Extraído de: www.boliviahostels.com

O que fazer em Potosí

Casa Real de La Moneda: Aqui encontra-se moedas de alguns séculos, as máquinas que fabricavam as moedas, armas e obras de arte. É uma visita ao passado da cidade.

Excursão às minas de Prata: Os turistas conhecem uma parte das minas de prata ainda hoje exploradas. É um passeio polêmico pois os mineiros trabalham em condições sub-humanas.

Como é o passeio?

As agências levam aos mercados próximos ao Cerro Rico onde você pode comprar presentes para os mineiros (folhas de coca, bebida com alto teor alcóolico e dinamites). O visitante veste uma calça de sarja, jaqueta e põe o capacete para poder conhecer uma parte das minas. No interior do Cerro há uma estátua que os mineiros chamam de “El Tío”. A esta estátua, trazem oferendas como folhas de coca, álcool, etc.


Sucre


Sucre é a capital constitucional da Bolívia e também é  considerada patrimônio mundial pela Unesco.  Tem seu centro histórico preservado, , com construções dos séculos XVIII e XIX. É chamada de “Cidade Branca” por causa da cor dos casarões e tem a fama de ser a cidade mais bonita do país.

Mapa de Sucre
Extraído de: www.boliviahostels.com

O que conhecer em Sucre

Centro – M irador de La Recoleta, a Catedral, o Parque Bolívar e a Plaza 25 de Mayo.

Parque Cretácico – Parque temático voltado para dinossauros. Dentro do parque há um mirante onde se pode observar com telescópio as pegadas do sítio Arqueológico de Carl Orko, onde há pegadas de vários dinossauros que habitavam a região.  URL: http://www.parquecretacicosucre.com/

Cuidados

1 – Você tem que tomar a vacina contra febre amarela e emitir o certificado internacional de vacinação. Para quem mora no Rio, é tomar a vacina no posto e levar a carteirinha no aeroporto do Galeão para a ANVISA emitir o certificado.  Você leu em vários relatos que os policiais bolivianos não pediram a carteirinha? Então, você vai arriscar e não tirar? Hã, sei… Fala sério! É a sua saúde! Não dê preocupação para sua mãe e demais familiares, tome a vacina. Não deixe para tomá-la em cima da hora. Ela deve ser tomada em até 10 dias antes da viagem. Validade: 10 anos.

2 – Antes de viajar, informe-se se está tendo algum manifesto ou bloqueio nas cidades que farão parte do seu itinerário.

3 – Beba somente água mineral. Uma das coisas que reparei logo no aeroporto de Santa Cruz de La Sierra foi um enorme cartaz falando sobre o cólera.

4 – Na Bolívia, não há nada gelado. É tudo na temperatura ambiente. Então, para os apreciadores de cerveja, a Paceña e a Huari não virão estupidamente geladas.  A minha amiga sempre pedia gelo, apesar de eu achar arriscado (sabe-se lá de onde veio a água, não é mesmo?).

5 – Procure saber sobre o mal de altitude. Eu li um pouco sobre o assunto e já tinha me programado quando chegasse em La Paz de não fazer esforço no primeiro dia. O pouco que andei já passei mal. Além de ter altitude, La Paz tem ladeiras! 😯 Fiquei a tarde e uma manhã inteira de molho. Nem chá de coca resolveu. O que resolveu foi tomar a “soroche pills”. Depois de alguns dias, eu estava andando igual aos bolivianos. Incrível o corpo humano, não?

6 – Pesquise bastante sobre passeios (aqui tem informações básicas) e sobre meios de transportes.  Falo sem dúvida alguma que a melhor fonte de consulta sobre Bolívia e também o Peru é o fórum Mochileiros.com. Tem muita informação.  Leia e só faça perguntas se tiver certeza que não achou a resposta para o que você procura.  Preços atuais você acha lendo os relatos de viagem.

7 – Sempre antes e durante a viagem confira os horários e dias dos transportes.  Não são tão regulares. Aliás, essa dica vale para qualquer país.

8 – O passeio do Salar de Uyuni é espetacular mas não dá para fazer com qualquer agência. Há muitos relatos de motoristas bêbados e de carros enguiçados. Não seja mão de vaca quando se trata da sua segurança. Você estará no meio do deserto.

9 – Se você pretende fazer o Salar de Uyuni é melhor que você viaje de mochilão. Se você não tem, você pode comprar em excelente preço em La Paz. Assim como roupas de frio e toda espécie de artigos para caminhadas como botas, bolsas de hidratação, sacos de dormir, etc.

10 – É bom que você tenha alguma noção de espanhol, né? As palavrinhas mágicas “bom dia”, “por favor” e “obrigada”, os dias da semana e vocabulário relacionado a viagens, etc. Frase essencial: “Por favor, puede hablar despacio?”  que significa: “Por favor, pode falar devagar?” Muito útil quando a gente não consegue acompanhar a fala rápida. Outra coisa: nem tente falar com eles normalmente em português. Fale devagar. Por razões que a própria natureza desconhece, é mais fácil para nós brasileiros entenderem o espanhol do que o contrário.   Uma ideia: anote algumas palavras, imprima e ponha na sua mochilinha do dia-a-dia.

11 – Segurança: A sensação de segurança lá é muito maior que no Rio e em São Paulo. Não ouvi falar de roubos (assalto com mão armada). Furtos só se você criar a ocasião, tipo: em restaurante deixar a bolsa na cadeira, se distrair e alguém levar. Um conselho? ande no Exterior como você andaria em grandes cidades no Brasil. Assim, não terá dor de cabeça.  Evite táxis coletivos, principalmente à noite.  Não vá andar com mochila nas costas. Não deixe sua bolsa pesada no chão, enquanto você procura em um cartaz o horário do ônibus que pretende pegar. Você faria isso no Rio? Lógico que não! Não dê bobeira mas isso serve para qualquer canto do mundo. E não custa lembrar: passaporte é documento sagrado, guarde como se fosse ouro.

12 – Reservas: Não se reserva passeios na Bolívia por e-mail nem por telefone. Tudo lá é na base da pechincha e isto serve para o Peru (exceto quando se trata de Machu Picchu). Em um mesmo passeio, você pagou X e fulano pagou Y. Use e abuse do seu poder de pechincha.  Para passeios, para comprar roupas, bugingangas, tudo. É cultural. Pechinchar em espanhol significa regatear. Quanto a hotéis, reserve o da cidade de chegada.

13 – A Bolívia foi considerada o pior país para tratamento com turistas. Também pudera, não há infra-estrutura. Falta  muita coisa menos paisagens bonitas, por isso afirmo que o país é surpreendente.  Vá preparado para uma aventura: viagens de ônibus longas, estradas ruins afinal o país é pobre.

 

 

Roteiros

Provavelmente, se estiver vindo do Brasil, a sua entrada na Bolívia será por Santa Cruz de La Sierra. A partir de Santa Cruz, você chega em La Paz, Sucre ou Cochabamba por avião. As demais cidades da Bolívia, somente de ônibus.  Há uma exceção: Oruro, que em determinados dias da semana, há transporte ferroviário indo/vindo para Uyuni.

Ao elaborar um roteiro para a Bolívia reserve alguns dias de folga pois é frequente ter protestos nestes países.  Por exemplo, em maio de 2011, quando fui para lá, a fronteira Peru-Bolívia estava fechada por causa de protestos contra a construção de uma mina. Foi mais de um mês de fronteira fechada, o que fez com que cruzássemos o Titicaca de barco. Se não tivesse esse plano B, provavelmente teríamos que comprar uma passagem aérea para Cusco ou Lima (Peru).  Esta folga no roteiro deve ser considerada também para viagens ao Peru. Tenha sempre um plano B em mãos.


8 dias


Roteiro de oito dias pela Bolívia

roteiro circular, ida e volta por Santa Cruz de La Sierra

8 dias pela Bolívia

16 dias


Roteiro de dezesseis dias pela Bolívia

Roteiro circular, ida e volta por Santa Cruz de La Sierra 

16 dias pela Bolívia


com o Peru


Com dias a mais sobrando, a sugestão é ir ao Peru conhecer Machu Picchu. Há várias opções de roteiro. As sugestões estão levando em consideração horário de voos e ônibus em 2011. Convém pesquisar para atualizar-se dos horários.

O roteiro clássico dos mochilões

Este é quase um roteiro clássico dos mochileiros. A diferença é que se economiza alguns dias não tendo que ir para Corumbá, MS pegar um ônibus para Puerto Quijarro e de lá pegar o “trem da morte” para Santa Cruz de La Sierra. O roteiro está bem enxuto. Como sugestão coloque mais uns dias para La Paz (aclimatação) e Cusco (a cidade é um charme e há muito o que se conhecer).

Roteiro ponta-a-ponta, ida por Santa Cruz de La Sierra  e volta por Lima. Interessante para quem tem milhas sobrando.

15 dias pela Bolívia e Peru


com o Chile


Bolívia e o Deserto de Atacama

Roteiro circular, ida e volta por Santa Cruz de La Sierra

18 dias por Bolívia e Chile


com Peru e Chile


Roteiro circular, ida e volta por Santa Cruz de La Sierra 

24 dias por Bolívia, Peru eChile

Roteiro circular, ida e volta por Santa Cruz de La Sierra 

30 dias por Bolívia, Peru eChile

Roteiro ponta-a-ponta, ida por Lima e volta por Santiago. Bom para quem tem milhas sobrando.

24 dias por Bolívia, Peru e Chile (2)

Roteiro ponta-a-ponta, ida por Lima e volta por Santiago. Bom para quem tem milhas sobrando.

31 dias por Bolívia, Peru e Chile


 Dicas

 


Categorias: Destaques

121 Comentários

  1. LUCIANA GRACIELE ILKIU disse:

    Olá!
    Gostaria de saber se é melhor ir até Santa Cruz de La Sierra ou diretamente até La Paz?

    • Pat Alves disse:

      Oi, Luciana!

      Melhor ir direto para La Paz. No ano que eu fui, o voo mais barato era por Santa Cruz de La Sierra, só por isso passei por lá.

  2. vinicius disse:

    Oi amigo quero ir para lima partindo de santa cruz de la sierra! qual o caminho mais rapido e barato! ( custo beneficio! ) * Por terra! obrigado!

  3. Bárbara disse:

    Olá! Estou planejando ir para a Bolívia em 2016 mas tenho dúvidas.
    Os voos vão para santa cruz, e quero ir para la paz.
    De lá eu pego avião, ônibus ou trêm? sabe me dizer valores e quanto tempo leva cada uma dessas opções?
    Obrigada!

    • Pat Alves disse:

      Oi, Bárbara!

      Melhor avião pois é mais rápido. Eu não lembro quanto tempo levou mas isso é fácil descobrir. Pesquise no Google Flights ou Skyscanner voos Santa Cruz – La Paz (VVI-LPB). Com certeza, ir de avião é mais rápido mas é mais caro, sem dúvida.

  4. Angélica disse:

    Boa noite, Pat!
    Menina, que lado bom da vida esse de viajar.
    Estarei indo de carro de Bsb-DF à Bolívia e ao Peru agora em dezembro/15 (é o único mês que posso viajar). Você poderia me passar algumas informações? Os passeios mencionados só se pode fazer com Agências ou posso ir por conta própria? Pesquisei nos Mochileiros e não encontrei nada.
    Obrigada por essa sua disposição fantástica em ajudar essa “gangue que adora viajar”!
    Abraço.

    • Pat Alves disse:

      Oi!

      Você não encontrou nada porque todo mundo faz com agência. Eu mesma nunca vi ninguém falando de ir nos locais bolivianos por conta própria. Mas se tem boliviano que chega por conta própria, então deve ser possível. Quando chegar lá eu sugiro perguntar no hotel. Vai ser uma viagem muito legal, parabéns!

  5. Juan Pedro Osorio disse:

    Estou pensando ir durante todo fevereiro, acha uma má ideia pelo motivo de ser temporada de chuva?

  6. Marcio Passos disse:

    Ola Pat
    Como voce eu tambem gosto de viajar por diferentes lugar e conhecer novas culturas, estava lendo seu blog e achei muito interessante. Ja viajei por mais de 40 paises mas nunca fui a Bolivia. Seu relato sobre o pais eh muito interessante. Voce recomenda alguma agencia de viagem que tem passeios pelos Mar de Sal e redondezas ?
    Grato pela atencao
    Marcio Passos

    • Pat Alves disse:

      Oi, Márcio!

      Já faz quatro anos que estive por lá. Eu fechei os passeios com a Cordillera Traveller, na época muito bem avaliada. É uma agência chilena. Eu recomendo ler o Fórum Mochileiros.com para saber das avaliações mais atuais sobre o Salar de Uyuni.

  7. Angelica Vieira disse:

    Oi Paty , tenho algumas dúvidas , eu irei pra Bolívia atravessando por Guayaramerim Bolivia , mais estou sem noção alguma de como fazer pra chegar em La Paz , queria uma opção de transporte que não fosse avião , pois estarei indo de São Paulo , e já terei que pegar dois até chegar em Porto Velho vai ser minha primeira viajem de avião então já estou enjoando antes de ir ,então gostaria de saber como chegar lá , e como dar continuidade no passeio , queria ir até Cuzco Perú , mais estaremos em casal , então não temos como gastar muito , oque você poderia me indicar , tem sites onde posso ver quanto de gasto mais ou menos , transporte e preço , se você tiver como me ajudar agradeço muito , obrigada pela atenção a viajem está marcada pro dia 31 de Junho

  8. Alexandre Cury disse:

    Olá Pat,

    tudo bem?
    Parabéns pelo blog e pelas viagens que tem feito.
    Gostaria de pedir sua ajuda, estou programando uma viagem para a Bolívia com a minha noiva e estou com algumas dúvidas para montar o meu roteiro.

    Até o momento meu roteiro esta da seguinte forma

    Santa Cruz / La Paz / Salar / La Paz / Santa Cruz

    Porém lendo o seu blog li sobre Copacabana / Lago Titicaca (Isla Del Sol), Sucre e Potosi

    Minha dúvida é esses outors locais você visitou com bate e volta ou chegou a se hospedar em algum hotel para passar à noite? é muito complicado comprar as passagens de ônibus nos terminais rodoviários, tem que comprar com muita antecedência?

    Como foi o seu roteiro das cidades por lá?
    Desde já muito obrigado pela atenção e me desculpe pelas tantas perguntas.
    Abraços

    Att
    Alexandre Cury

    • Pat Alves disse:

      Oi, Alexandre!
      Não houve bate e volta. De La Paz para Copacabana são 3 horas de ônibus. Eu pernoitei em Copacabana porque quis fazer o trekking na Isla del Sol. Depois, segui para o Peru.
      O que você pode fazer, se o seu interesse e só a Bolívia, você pode começar por Santa Cruz, La Paz, Copacabana, Isla del Sol. Depois voltar para La Paz e pegar o onibus para Uyuni. Fazer o Salar e na volta do Salar, passar por Potosí e Sucre. Eu acho que em 14 dias, você faz o roteiro sem pressa. Veja meu roteiro em: http://www.omundoaosmeuspes.com.br/bolivia-peru-e-chile-roteiro-planejado/

      • Alexandre Cury disse:

        Olá Pat,

        Obrigado pelas dicas e respostas.
        Gostaria por gentileza apenas de tirar mais algumas dúvidas
        1-Pelo que eu li em alguns locais vc usou o onibus para chegar em alguma cidade, foi difícil comprar as passagens, conseguiu comprar alguma pela internet?
        2-é tranquilo contratar os passeios por lá?
        Obrigado e abraços

        • Pat Alves disse:

          Internet? Imagina! Comprei tudo na hora ou no máximo 1 dia antes. Por exemplo, a passagem de ônibus Arequipa – Tacna comprei logo assim que cheguei em Arequipa na agência que fechei os passeios para o Cânion del Colca.

  9. PATRICIA PELLISON disse:

    Estou programando a ida a Bolivia agora em Junho, queria informações se é possível fazer bate e volta para Copacabana?

    vou dia 10 e volto dia 17 de junho, o roteio a principio está
    1 – centro historico de la paz
    2 – montanhas chacaltaya e valle de la luna
    3 – tiwanaku
    4 – downhill de coroico
    5 – Talvez copacabana
    6 – a definir

    Se eu nao achar a ideia boa, talvez use o dia 5 e 6 para ir até Sucre

    Obg

    • Pat Alves disse:

      Possível é mas são 3h de viagem de ônibus e eu acho que se for pra lá, tem que tentar conhecer a Isla del Sol. Sugiro você decidir na hora. Outra coisa, o ideal é você fazer os passeios em ordem crescente de altitude. Seguindo isso, melhor deixar o Chacaltaya por último.

  10. samantha disse:

    vou sair do rio de janeiro para as cataratas de Iguaçu, depois pretendo ir a Buenos aires e Bariloche e de lá ir a Bolívia de trem é possível?.Pode me orientar um roteiro com menos gastos por essas cidades e países?

    • Pat Alves disse:

      Uau, Samantha!

      Até a Bolívia, talvez o melhor percurso seja Foz do Iguaçu – Puerto Iguazu – Salta – Humahuaca – Villazón – Oruro, Bolívia. Não sei como encaixaria Buenos Aires e Bariloche, tão distantes nestes trechos. Em quantos dias fará esta viagem?

  11. Edilaine mattes disse:

    Olá, irei em 23-07 gostaria de saber dicas sobre roupas e infra-estrutura para ir ao Salar Y e se recomenda alguma agência para comprar com antecedência. Abs e o blog está demais

    • Pat Alves disse:

      Já são 4 anos que eu estive lá, então não estou mais atualizada sobre agências recomendáveis. Não recomendo fechar nada com antecedência. Veja lá na hora principalmente se fizer o passeio a partir da Bolívia. Se fizer com antecedência, pagará mais caro.

  12. Dielle Perin disse:

    Corumbá está localizado no estado do Mato Grosso do Sul (MS).

  13. saulo luz disse:

    Vou em junho no inicio do inverno então estou um pouco preocupado em relação a temperatura , estou em duvida se vou ou não pra M.pichu, pois o dólar ta de matar… Então pretendo aproveitar ao maximo a Bolívia. Vc tem detalhes de Potosi, onde tem a mina de prata?

    • Pat Alves disse:

      Puxa, Saulo! Não conheci Potosí. Fiquei tão cansada da viagem que queríamos voltar logo para o Brasil. Dólar realmente está de matar. Cusco tem preço para todos os bolsos. Não deixe de ir para MP.

  14. saulo luz disse:

    Bom dia! Vc tem dicas para comprar roupas de frio? Chegarei por St cruz e vou ficar 14 dias entre Bolívia e peru. E gostaria de saber quanto tempo em média são as viagens de ônibus, pois farei tudo de busao mesmo para aproveitar as principais cidades que vc sita, prentendo de repente fazer as viagens noturnas pra aproveitar mais os dias. Obrigado.

    • Pat Alves disse:

      AS viagens são bem longas. Eu já tinha polar/fleece que comprei numa viagem anterior a Buenos Aires mas comprei muita coisa em La Paz (corta vento, touca, luvas, bota de caminhada, etc). Bem mais barato. Só tome cuidado com as falsificações.

  15. Paula disse:

    Olá, por favor, me dá uma ajuda?
    Então, estou planejando fazer esse roteiro de 8 dias, menos Sucre e Potosi. Mas não tenho idéia por onde começar, para que lado ir… Você pode me orientar ? Amei o seu blog. Desde já, obrigada!

    • Pat Alves disse:

      Paula,

      Qual roteiro? Só pela Bolívia? Vindo do Brasil, você chega em Santa Cruz. De Santa Cruz você pode ir para La Paz, ficar alguns dias, depois ir para Copacabana, voltar para La Paz.

  16. Bruna Trindade disse:

    Olá, adorei seu roteiro, porém estou pensando em cortar Lima e ir de Cuzco direto para Arequipa. Minha duvida é: você acha melhor voltar de avião de santa cruz ou voltar de onibus e passar por bonito?

    • Pat Alves disse:

      Bruna,

      Eu não tinha tempo para fazer isto (pegar o trem da morte), então preferi ir de avião para Santa Cruz. Se você tiver tempo e vontade, por que não? Faz sim! AGora, se para isso talvez tenha que cortar algumas cidades, talvez seja melhor repensar.

  17. Samia disse:

    Boa noite,
    Estou interessada em ir para a Bolívia, mas para ficar 4 dias e descendo em Santa Cruz. O que me aconselha a fazer lá? Gostaria de conhecer o Uyuni, mas não sei se dá tempo. Obrigada!

    • Pat Alves disse:

      Samia,

      Santa Cruz se eu não estou enganada a maior atração lá é a praça principal. Uyuni daria tempo sim mas só se for aquele de um dia mas aí você teria que pegar um voo para Sucre ou para La Paz e seguir para Uyuni. Bem corrido e ainda tem o lance da aclimatação. Por que não conhecer La Paz?

  18. sara disse:

    fui duas vezes para SANTA CRUZ DE LA SIERRA, gostei muito, mas quero saber como chegar até o PERU.

    • Pat Alves disse:

      Fácil! Se você ver neste mesmo post, no finalzinho há sugestões de roteiros. Clique em Peru. A rota é Santa Cruz > La Paz > Copacabana > Puno > Cusco > Lima. Puno já está em território peruano.

    • Pat Alves disse:

      Fácil! Se você ver neste mesmo post, no finalzinho há sugestões de roteiros. Clique em Peru. A rota é Santa Cruz > La Paz > Copacabana > Puno > Cusco > Lima. Puno já está em território peruano. Agora se quiser ir para o Peru sem passar pela Bolívia, há voos diretos do Rio e de São Paulo para Lima.

  19. ANTONIO OSORIO disse:

    JA FUI ATÉ SANTA CRUZ E AGORA ESTOU QUERENDO IR A LA PAZ – NÃO TIVE NENHUMA DIFICULADE

  20. Elias A. Gonçalves disse:

    Pra ir pra San Pedro de Atacama e Salas de Uyuni, é melhor voar para Santiago do Chile ou Sta Cruz de la Sierra, tenho as 2 possibilidades, com viagem benefício da Gol.
    Pretendo ir em fevereiro ou março.É uma boa época.
    Se sair de SCS tem onibus para SPAtacama?
    Já estive uma vez na Bolivia mas não fui nessa região.
    Fui de onibus de SCS até La Paz, quase 13 hs, mas a viagem foi tranquila.
    De La Paz tbém fui de onibus até NSra.Copacabana, foi lindo Tbém.
    Em La Paz que bairro vc acha melhor ficar? Ei fiquei no centro perto do Mercado dos Bruxos, mas a noite era muito esquisito.
    Obrigado, pelas dicas anteriores, muito legal.
    Abraços.

    • Pat Alves disse:

      Se você quer ir para San Pedro, é melhor ir para Santiago e depois pegar um voo Santiago – Calama. De Calama, um transporte para San Pedro. Você faz os passeios em San Pedro incluindo o Salar de Uyuni com a diferença de que você voltará para San Pedro. Então, seu tour será de 4 dias.
      Eu fiquei no Hotel Cordillera Real, no Centro mesmo de La Paz. Eu não tenho dicas quanto a isso porque nós não saímos à noite em La Paz.

  21. Richard Mian disse:

    O melhor post sobre La Paz que eu vi. Ajudou muito.você sabe se tem ônibus de La Paz para Potosi?

  22. Rebeca Samara disse:

    Adorei a postagem! Moro em Brasília e pretendo ir de carro com minha família, que dica você me dá? Acha que é perigoso? Comentei com algumas pessoas e me falaram muito mal! Fiquei triste porque estamos quase desistindo, nossos planos eram de passar 7 dias tranquilos, somente em Santa Cruz. Uma opinião de quem foi a provou cairia muito bem agora! rs

    Obrigada!

    • Pat Alves disse:

      Então, Rebeca…

      Tem um post polêmico lá no Mochileiros de um cara que foi para Bolívia, passou perrengue com a altitude e se assustou com a pobreza. A Bolívia é um país pobre sim, sem infra-estrutura para turistas. O Salar de Uyuni é um perrengue danada porque a pessoa fica um dia sem tomar banho e no segundo dia é um banho gelado de dar dó mas como eu já disse, vale muito a pena. São paisagens incríveis! Mas a pessoa tem que ir com a mente aberta, o que alguns diriam que é “esm frescura” mas na verdade não é bem isso é ir preparado para aventura. Não tem essa de reclamar que o cara não explica as coisas, assim é a Bolívia. Agora, destas cidades que eu conheci achei Santa Cruz a mais light. A que parece com capital, ainda mais depois que vim de La Paz. Eu não sei bem se tem algo para fazer por lá porque eu achei Santa Cruz tão assim sem sal…rs

      Resumindo: se sua família for adepta do bom colchão com ar condicionado, acho melhor escolher outro destino. Também antes de ir, tem que dar uma pesquisada para ver se não há protestos (como os que eu peguei que bloqueou a fronteira). Se sua família adorar este estilo de viagem, então pesquise o roteiro (para não ficar monótono pq como eu disse, achei Santa Cruz sem sal) e boa viagem!

  23. Tim disse:

    Olá,
    Eu e minha esposa vamos fazer uma viajem de carro no fim do ano do dia 19/12 a 06/01(19 dias) Queremos ir até Cusco saindo de Curitiba indo pela Bolívia e voltar pelo Chile e Argentina. Já vi que o Salar de Uyuni e o Deserto do Atacama são paradas obrigatórias. Podem me dar umas dicas de como planejar essa viagem como hoteis, pois teremos que ver onde passaremos o Natal e Ano Novo.
    Valeu!

  24. Ticiane disse:

    Olá, estou a procura de alguém que seja da Bolívia para uma entrevista sobre sua cultura, para um trabalho universitário. Por favor, me ajudem!!

  25. Leandro Pereira disse:

    Bom pessoal quem querer conhecer Cochabamba, Bolivia minha casa esta desponivel .
    Cidade maravilho
    Parabens pelo blog

  26. Francilene disse:

    Oiiiiiiii, teu blog é muito bom! Estrei viajando de carro para Sta Cruz de La Sierra com a minha familia (3 filhos, eu e maridão.kkk) Iremos dormir em Campo Grande, dizem que tem um barco que em Corumbá que dá um passeio muito legal no pantanal. Seria viavel fazer esse tour? Só que iremos ficar hospedados em La Sierra todos os sete dias. Quais dicas vc me sugere em relação a compras, atrações e diversões? Obrigaduuuuu

    • Pat Alves disse:

      Compras, eu acho melhor fazer em La Paz. Santa Cruz eu não comprei nada não. Aliás, para quem conheceu La Paz primeiro é um choque ir para Santa Cruz, porque Santa Cruz é que tem cara de capital. Bom, mudando de assunto: eu tenho um amigo que adora pescaria e já pescou muito no Mato Grosso, vou perguntar para ele e dou notícias, tá bom?

      • Francilene disse:

        Olá! Olha eu de novo! Pat, o meu marido está meio apreensivo quanto ás estradas de corumbá para Sta cruz de la sierra. Combustivel, estradas e etc. O que vc tem a falar para ele se acalmar e descansar quanto a viagem par Bolivia. E o que tem para se conhecer nas mediações da cidade de Sta cruz. Obrigaduuuuuuuuuu.

  27. Maiara disse:

    olá, Pat… parabéns seu blog é ótimo…
    eu e uma amiga vamos dar umas “mochiladas”, estamos programando para o segundo semestre de 2015 (tempinho pra juntar a grana), gostaria de saber se é uma boa epoca pra ir mochilar na Bolivia.
    acredito que conseguiremos juntar cerca de R$4,000 cada uma, vc acha ser o suficiente para uma viagem de 20 a 30 dias (incluindo passagem para La Paz ida e volta)? __ Mochileira de primeira viagem… rs

    • Pat Alves disse:

      Em 2011, eu gastei cerca de 4.000 reais os 30 dias rodando por Bolívia, Peru e Chile, sem economizar em nada e comprei muita coisa em termos de roupas térmicas em La Paz. Eu acho o seguinte, em tempos de dólar galopante, acho importante que você à medida que for juntando dinheiro, compre dólares. Exemplo: juntou R$ 200, compre dólares. No outro mês, tem mais R$ 200 compre mais. Se estiver mais baixo que o mês anterior, compre mais um cadinho. Quando chegar no dia da viagem, terá a sua economia guardada sem te quebrar antes de viajar caso o dólar aumente mais ainda.

  28. Rodrigo disse:

    Olá!
    Muito obrigado em dedicar seu tempo em compartilhar de sua experiencia no local.
    Quero ir ao Peru (Machu Picchu) a partir do dia 15/12/14 de carro, saindo de Minas e conhecer a Bolívia (Uyuni) e um pouco do Chile (Iquique).
    Alguma recomendação?
    Esta página vou imprimir e levar comigo. Boas dicas.

  29. andreia disse:

    Boa noite a todos mochileiros de plantao,

    Meu nome è Carolina e estou programando uma viagem para Bolivia. Gostaria de saber se alguèm pode me ajudar em uma duvida. Quero visitar o Lago do Titicaca e depois o Deserto de sal. Estes dois pontos estao muito distanciados? Daria para ir de trem direto?

    Muito obrigada

    • Pat Alves disse:

      Andreia,

      São distantes. Para conhecer o Titicaca, você tem que pegar um ônibus de La Paz para Copacabana (3h de viagem). De La Paz para Uyuni são 10h de viagem, se não estou enganada. Você também pode ir para Oruro e de lá para uyuni. Um dos trechos é de trem mas tem que saber os horários certinhos.

  30. Tiago disse:

    Passeio Uyuni- 3 dias, possivelmente será umas das coisas mais espetaculares que farão nas vossas vidas ( dispensem o passeio de 1 dia, sem graça !). Passaram mais de 5 meses da viagem à bolivia e ainda hoje não acredito que conheci um pais tão incrivel e com paisagens tão arrebatadoras como a bolivia.
    Vai ser dificil superar Uyuni na America do Sul

  31. Luisa disse:

    Olá Pat,
    Gostaria de saber se você tem alguma informação quanto ao ano novo lá. Embarco para Santa Cruz dia 25/12/14 e volto dia 01/01/15 (pegamos uma promoção imperdível da GOL). Inicialmente tinha pensado em ir até o Salar, porém a maioria quis deixar o Salar para uma próxima e aproveitar La Paz. Acha válido devido ao pouco tempo que temos?
    Vi que várias vezes você fala (não só você, mas muita gente rs)em fechar os passeios e as passagens lá na hora, porém como é alta temporada fico com medo de não conseguir vaga, afinal estamos em 3 pessoas. Você tem alguma sugestão?
    Obrigada!

    • Pat Alves disse:

      Luisa,

      Seus amigos tem razão, ficará bem puxado. Lembre-se que tem a aclimatação e vocês ainda tem um voo de Santa Cruz para La Paz (ida e volta) que eu recomendo comprar sim com antecedência. Eu comprei na hora porque não tinha como comprar as passagens pela internet. Já os passeios, melhor fechar na hora sim se não quiser pagar mais caro. Não reserva nada.

      Se sobrar algum tempo, sugiro ir para Copacabana e conhecer a Isla del Sol.

      Creio que há o passeio para Salar de um dia. Pois ao fazer o passeio a partir da Bolívia, o Salar é visitado no primeiro dia. Há um ônibus noturno de La Paz direto para Uyuni. Então, se quiser realmente conhecer o Salar, você pode pegar o ônibus para Uyuni à noite(D1), visitar o Salar no dia (D2) e no final do dia (D2), você pegar o ônibus noturno de volta para La Paz. Você chegará em La Paz no dia 3. São 3 dias, por isso acho que deve ser um pouco desgastante. Converse com seus amigos. Eu acho melhor ficar em La Paz e conhecer a Isla del Sol.

  32. THAYNARA FERNANDES disse:

    olá. Meus Parabéns pelo trabalho, pois passei horas procurando informações sobre viagens a Bolívia e 70% das informações eram comentários ruins do pais.
    Seu blog é esta adicionado nos meus favoritos….

    Como sempre digo viajar é uma das virtudes mais gostosas que um ser humano pode fazer para adquirir conhecimento e vivencias com outras culturas!!!
    Bjusss

    • Pat Alves disse:

      Obrigada, Thaynara! Eu tenho carinho grande pela Bolívia. Eu também torcia o nariz para o país vizinho porque como a maioria, achava que a Bolívia não tinha nada a oferecer para o Turismo. Afinal, é sinônimo de pobreza e de tráfico de drogas. Puro desconhecimento. Assim como o Brasil, o país tem os seus problemas. Em matéria de Turismo e Cultura, tem muito a oferecer. Difícil cair a ficha que muito dos nossos pensamentos são frutos da ignorância, do não-saber. As paisagens são belíssimas e para conhecê-las valeu passar por todos os perrengues e a falta de infra-estrutura. Conhecer um pouco da história dos nossos vizinhos é conhecer um pouco da nossa história também. Eu passei a ter um grande orgulho latinoamericano. Pena que o fato de sermos uma ilha lusitana em meio a um mar hispânico nos tenha distanciado um pouco. Mas falo pra todo mundo, em vez de ficar só pensando nos EUA e na Europa, abram a mente e conheçam os vizinhos!

  33. Karol disse:

    Nossa eu amei teu blog!! Parabéns!! Continue assim! E ah!! Invejinha boa de tu já ter tido a oportunidade de conhecer tantos países!! Vou ler tudo!!

  34. sissi disse:

    ola Pat,… entao sou de Rondonia e queria fazer uma excurçao por la…
    mas queria saber se la dentro é muito caro pra ficar uns 15 dias???

  35. Mariana Alves disse:

    Pat .. que aventura legal essa da Boliva. Pretendo fazê-la agora em novembro,(12 DIAS) mas a ordem do roteiro sugerido foi STA CRUZ – UYUNI – LA PAZ – COPACABANA – STA CRUZ – BRASIL. O que acha? Me da um help kkk
    Abraços 😀

  36. silton disse:

    Pat,
    depois dos 60, já aposentado, eu 61 e minha esposa 57, que gostamos de viajar e, quase sempre de carro, decidimos agora dar uma de jovens e colocar as mochilas nas costas. Graças a pessoas como você e outros mochileiros, montamos nosso roteiro pela Bolívia, com segurança e sem medo. De carro até Corumbá-MS (3 dias no Pantanal, Trem da Morte até Santa Cruz e depois ônibus e trem, incluindo ainda: Cochabamba, La Paz, Copacabana(Lago de Titicaca), Salar de UYUNI e retorno a Corumbá e depois de carro para casa em Brasilia.
    Um forte abraço e que Deus a ilumine em suas próximas viagens,
    Silton

  37. Murilo André Mendes disse:

    Olá Pat,

    Parabéns, excelente site, já tem um ano que venho lendo sobre viagens e tours pela Bolívia, e o seu foi o melhor que encontrei!
    Sobre a Salar de Uyuni, qual agência você contratou? Qual o valor pago?
    E pousadas, quais valores?

    Desde já, grato!

  38. Juliana disse:

    Pat, adorei seus roteiros. Dão uma ideia muito boa de tempo em cada lugar e isso é ÓTIMO!
    Fiquei apenas com uma dúvida no roteiro que inclui o Chile: como voltar de San Pedro a Uyuni? Não encontro muita informação por aí. A ideia do meu roteiro era fazer os passeios do salar de uyuni e no último dia ir para o Atacama (como quase todo tour mostra como possível. Porém o problema começa quando penso que tenho que voltar a uyuni porque meu voo de volta sai de Sta Cruz.
    Alguma ideia de como posso fazer?

    Obrigada.

    • Pat Alves disse:

      Juliana,

      Os passeios do Salar de Uyuni duram 3 dias e 2 noites para quem vai de uma ponta a outra. Mas vc inclui mais um dia para quem quer voltar para o seu destino. Assim, se vc faz o passeio a partir de San Pedro, depois do Salar, vc volta para San Pedro em vez de ficar em Uyuni.

      Se o seu voo sai de Santa Cruz, o melhor trajeto seria San Pedro > Salar (3 dias e 2 noites)> Potosí > Sucre > Santa Cruz ou San Pedro > Salar (3 dias e 2 noites)> La Paz> Santa Cruz. Os trechos Sucre > Santa Cruz e La Paz > Santa Cruz são trechos aéreos.

  39. Samara disse:

    Oi!! Estou programando uma viagem para julho agora, um pouco em cima da hora ne? Mas pretendo fazer Bolívia e Peru. O que acha? Ir São Paulo – La Paz é o trecho mais barato para viagem de avião. Mas como chegar ao Peru? Onibus? É tranquilo esse percurso? Minha prioridade é conhecer Cusco/Machu Picchu. O que voce aconselha? Dei uma olhada no mochileiros mas não foi muito elucidativo.
    Espero que possa me responder.
    Obrigada!

  40. Giovana disse:

    Olha Pat,
    Como todos que escreveu…adorei seus relatos e sou igual a vc amante de viagens…..e aventuras….mas ainda sou amadora pelo jeito perto de vc…kkkk
    Gostaria de ir fazer algumas aventuras na Bolívia agora em Julho…e queria saber se vc tem no seu roteiro de viagem o valor que gastou mais ou menos por cima….só para me basear….e se tiver mais dicas agradecerei.
    Bjkas e boas aventuras

    • Pat Alves disse:

      Giovana, tenho sim! Eu vou disponibilizar a planilha mas ó… preços de 2011. Sugiro ler relatos no Mochileiros, lá em Relatos de viagem > América do Sul para ter os preços mais recentes

  41. Camila Castelhano disse:

    É possivel em 30 dias fazer Uruguay, Argentina, Chile e Peru.

    • Pat Alves disse:

      Camila,
      É possível sim mas o que você quer conhecer? Eu particularmente acho que são grandes deslocamentos e que talvez você tenha a sensação de só passar pelos lugares. Diga aí o que quer conhecer, talvez eu e outras pessoas possamos te ajudar.

  42. jose roberto disse:

    Olá pat
    Muito bom o blog e está atitude de facilitar a vida das pessoas.
    Como comprar passagens aereas internas Bolívia?
    Por exemplo santa cruz – sucre e outras?

    • Pat Alves disse:

      Oi!
      Eu comprei na Bolívia mesmo. O aéreo Santa Cruz – La Paz comprei no balcão da companhia. A volta (LPB-VVI) comprei em uma agência na Calle Sagárnaga.

  43. emerson g disse:

    Muito bom seu relato!

    Tenho 4 dias somente e quero conhecer La Paz, Copacabana e Islas.

    Saio de SP para Santa Cruz e de la penso em ir de onibus para La Paz pois a aventura toda aerea acho que seria ruim… a volta sera La Paz voo direto a Santa Cruz e de Santa Cruz para SP onde moro.

    Que voce aconselha?

    Obrigado!

    • Pat Alves disse:

      Emerson,

      Se você tem apenas 4 dias, acho melhor você fazer o percurso por avião mesmo. Tem vários passeios em La Paz para se fazer. Acredite! Além disso, vc ainda tem que se aclimatar.

  44. Wendel disse:

    Oi tudo bem? Parabéns pelo site!!!

    Veja se pode me ajudar!
    Estarei indo para Cusco dia 31/3… Tenho 12 dias lá
    Quero muito aproveitar e ir até o Salar na Bolívia
    Vc acha se eu sair sexta a noite dia 4/4 consigo fazer o tour no salar e voltar para Cusco até o dia 11/4?
    Ou seja, tenho 6 dias para fazer o tour até a Bolívia.

    Será que da tempo?

    Bjus

    • Pat Alves disse:

      Wendel,
      Desculpe a demora em responder. Eu não sei te dizer, parece a princípio ser tão corrido! O Salar propriamente dito, você conhece no primeiro dia da Expedição. Você quer fazer o tour inteiro? Que tal aproveitar os 6 dias e conhecer mais o Peru?

  45. isaura disse:

    OI, Pat!
    adorei tudo que li, estou indo em abril para a Bolivia e ainda não sei o que vale a pena conhecer. Vou dia 4 e volto dia 14. Sera que vale a pena alugar um carro? ano passado aluguei um no Chile e foi ótimo, mas as estradas la são boas!!!

  46. Katia Francisco disse:

    Muito bom o post. Curti. Parabéns pelo blog.

  47. dayana disse:

    Olá,

    Estou indo para Bolívia em abril e o volto pela Gol saindo de Santa Cruz de La Sierra às 13:50h. Estou planejando terminar a viagem em Sucre e pegar um voo até Santa Cruz pela BOA que sai às 09:30h. Você acha arriscado eu comprar esse voo saindo no mesmo dia do meu retorno ao Brasil? Sabe se é comum cancelar voos na Bolivia ou atrasar muito? Se eu comprar o voo no dia anterior (que só tem de manhã) vou ficar o dia todo em Santa Cruz e não terei tempo de conhecer Sucre. O que você me aconselharia?

    • Pat Alves disse:

      Olha, não acho arriscado. Está com tempo de sobra. Se quer afastar dúvidas sobre cancelamentos e viajar tranquila, você pode pegar um voo para Santa Cruz final de tarde. Não sei se ainda existe mas era o que eu pretendia. Aí de manhã conhece o basicão de Santa Cruz e à tarde volta para o Brasil. Ou uma opção é chegar cedo no aerporto de Sucre e comprar a passagem na hora.

  48. JASSY disse:

    oi Pat

    Vou pra Bolivia em março/2014, gostaria que voce me desse dica onde compro roupas festa e rendas mais em conta. bjs

  49. Mari Chamon disse:

    Oi Pat, adorei o blog!!

    Ótimas dicas para Bolívia. Estou indo em Fevereiro, meu primeiro mochilão. Pesquisei bastante antes da escolha do país.

    Acredito que sera uma jornada mágica, espero. 🙂

    Vou de avião mas terei que voltar de ônibus. Por um lado é bom pela liberdade de escolha da data de volta haha, mas me bateu um medinho.

    Você acha que é tranquilo?

    Beijos.

  50. Vilma Silveira disse:

    Olá!
    Adorei seu relato… me despertou ainda mais vontade de conhecer a Bolívia. Pretendo ir em maio/2014 e ficar uns 13 dias. La Paz e Salar de Uyuni são atrações indispensáveis no meu roteiro. Gostaria de saber se há voo de La Paz até as proximidades do Salar de Uyuni (Já conheço San Pedro de Atacama, portanto não pretendo passar por lá).
    Obrigada e parabéns pelo blog.

    • Pat Alves disse:

      Oi, Vilma!

      A cidade mais próxima do Salar é Uyuni. A cidade com aeroporto mais próxima de Uyuni é Sucre (se eu não estou enganada). De Sucre a Uyuni, você pode pegar um ônibus ou compartilhar um carro. A viagem dura 4h. Ah, pesquise no Mochileiros sobre as companhias de ônibus na Bolívia, há várias “pegadinhas”.
      Um abraço,
      Pat

  51. Monica disse:

    Olá, guria…

    Adorei, o teu jeito espontaneo de escrever…Então acho q pode me ajudar….

    Vou chegar em Santa Cruz, dia 30-12 e penso em pegar um voo para La Paz e de lá partir para Copacabana para passar o reveillon…Quero conhecer o salar de yuni (mas antes, as atrações de Copacabana)..quero visitar as montanhas…Enfim…dia 09 de janeiro eu tenho q estar de volta a Santa Cruz para embarcar para o Brasil…Por favor, passa umas dicas aí…É meu primeiro mochilão sozinha do qual sou responsavel por um virgem (mochieleiro)…

    Aguardo

    • Pat Alves disse:

      Mônica,
      Você pode basear o seu roteiro na minha sugestão de 16 dias, cortando alguma coisa. Um dois dias em Copacabana está de bom tamanho. Só estou preocupada com a aclimatação! Não faça esforço no primeiro dia. Você pode voltar no dia 1/jan ou dia 2/jan para La Paz, ficar alguns dias e partir para Uyuni. Informe-se em La Paz sobre as chuvas, esta época o Salar costumar estar alagado.

  52. DAYANA disse:

    Amei seu blog, parabéns pelos relatos, muito bem explicadinhos. Nesse roteiro da Bolívia com o Chile, o passeio de Uyuni é junto com o de Atacama? A empresa que você indicou, Cordillera traveller, faz esse passeio saindo de Uyuni? Fica muito cansativo fazer o deserto junto com o salar? Obrigada

    • Pat Alves disse:

      Oi, Dayana!

      Eu cheguei em San Pedro de Atacama primeiro. Fiz todos os passeios que pude em San Pedro e como minha volta para o Brasil era via Santa Cruz de La Sierra, eu tinha que sair do Chile para a Bolívia, a ideia foi fazer a expedição para o Salar de Uyuni.

      O passeio para o Salar é mais caro quando você parte do Chile. Como fui em 2011, sugiro você pesquisar bastante. Não pense somente em preço mas principalmente na segurança. Na minha opinião a melhor fonte de informações sobre a Bolívia e o Peru é o fórum Mochileiros. Neste link aqui, vocÊ tem informações sobre agências que promovem o passeio para o Salar de Uyuni: http://www.mochileiros.com/salar-de-uyuni-agencias-alojamentos-e-precos-t62119.html

      Boa viagem,
      Pat

    • Pat Alves disse:

      Dayana,

      Não existe um único passeio para o Deserto do Atacama. São vários passeios que você pode fazer a partir de San Pedro de Atacama. Você pode conhecer de perto os gêiseres, o salar de Atacama, o salar de Tara e outros lugares que fazem parte do Deserto de Atacama.

      O passeio para o Salar de Uyuni dura 3 noites e 2 dias. Se o passeio sair de San Pedro, você visitará o salar de Uyuni no último dia. E logicamente, quem sair de Uyuni, conhecerá o salar no primeiro dia.

      A dica que eu dou é que se for conhecer o Deserto de Atacama, faça todos estes passeios antes de fazer o Salar de Uyuni.

  53. Ricardo Dal Molin Cristo disse:

    Oi, Pat
    (Não ligue as mil perguntas)
    Como vc fez o passeio para Tiwanaku e o de bike na estrada da morte? Qual agência que vc se refere ai nos seus comentários? Falando em Salar tu foi com qual empresa? (foi boa?) nossa preocupação é nas acomodações no meio do tour do salar. Tu chegaste de visitar Cochabamba? Pensamos em fazer o caminho sucre/cochabamba e cochabamba/la paz de avião… mesmo mais caro pra evitar qql transtorno na viagem de bus. O que acha? (obrigadão pela atenção)

    • Pat Alves disse:

      Ricardo,

      Eu não lembro qual a empresa que fiz o passeio para Tiwanaku mas eu tenho certeza que anotei nos meus cadernos de viagem e assim que eu achar, eu te digo.
      O Salar de Uyuni eu fiz a partir de San Pedro de Atacama com a Cordillera Traveler por ter visto muitos elogios no fórum Mochileiros.
      Eu não conheci Cochabamba. O roteiro realizado da viagem foi este: http://www.omundoaosmeuspes.com.br/category/roteiro-realizado/.
      Eu não entendi seu roteiro. Você chegará por Cochabamba e de lá vai para Sucre? Conte-me tudo.

  54. Ricardo Dal Molin Cristo disse:

    Parabéns,
    li dezenas, para não dizer centenas de relatos sobre a Bolívia.
    Seu blog é ótimo e nos ajudará a viagem
    muito obrigado

  55. Charden disse:

    Show Pat!

  56. Guilherme disse:

    Aeeee , ninguém segura esta mulher! OMAMP no Viaje Na Viagem!

  57. Boia Paulista disse:

    Oi, Pat. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

Deixe seu comentário