Guia rápido para marinheiros de primeira viagem: Miami e Orlando

3 junho 2013

Graças a uma promoção de passagens aéreas para os EUA em março, consegui passagem Rio-Miami a incríveis R$ 1.000,00 já com as taxas (Obrigada, Melhores Destinos!). Como ia ficar por 11 dias, resolvi focar em Orlando.  Há muita informação sobre os destinos na internet. Não pretendo fazer um guia mas sim deixar algumas dicas que considero úteis para os marinheiros de primeira viagem, principalmente para aqueles que não sabem nadica da nada do destino.

Documentação necessária

Acho que  todo mundo sabe o que precisa para ir aos Estados Unidos: passaporte e visto. Não deixe para em cima da hora!  A primeira coisa a se providenciar é ter passaporte e visto. Aproveitem que o visto é válido por 10 anos. Se pretende ir a curto e médio prazo, não fica enrolando achando que o governo americano vai tirar a necessidade de visto para brasileiros.  Pode acontecer? Pode mas é melhor não contar com isso, né?

Passaporte: http://www.dpf.gov.br/servicos/passaporte/passaporte
Visto: http://usvisa-info.com/pt-BR/selfservice/ss_country_welcome (site oficial)
Como tirar o visto: http://www.melhoresdestinos.com.br/visto-estados-unidos-3.html

É essencial falar inglês?

Essencial não é mas existem algumas atrações que só entendem quem fala inglês. Para as compras, também não é essencial porque a maioria dos vendedores fala espanhol e como eu já li um dia desses, a linguagem entre o comprador e o vendedor é universal. Saber o básico de espanhol já ajuda, né?  Na imigração, alguns policiais são bilíngues.  Eu tentei usar o meu inglês sempre que eu pude mas aqui vi que o buraco é mais embaixo. Bem diferente você ouvir o inglês no país que tem o inglês como língua nativa. O inglês dos turcos, dos gregos, dos italianos enfim de outros povos, eu consegui entender bem mais que o inglês dos americanos.  Teve uma hora que eu não entendi a pergunta do policial e então ele perguntou se eu falava em espanhol. Aí, pronto! A coisa fluiu. Agora para os perrengues, é bom ter noção de inglês ou ter alguém que saiba falar como companhia. Eu ainda vou contar com mais calma, mas eu deixei a luz da lanterna ligada do carro e no dia seguinte o carro não pegou de jeito nenhum. Tive que acionar o seguro e aí quem me ajudou a desenrolar com a locadora foi o recepcionista do hotel. Já pensou se isso acontece na rua?

Outros exemplos: entender as instruções de algumas atrações como o Sea Venture no Discovery Cove e a interação com as Belugas no Seaworld. Na primeira, tive a sorte de ter um casal de brasileiros no meu grupo. No segunda, entendi alguma coisa mas não consegui captar tudo que a bióloga marinha falou sobre o hábito das belugas. Uma pena!  Fiz a interação. Adorei mas acho que seria muito mais rica a experiência se eu soubesse mais sobre o hábito deste mamífero.

Um conselho: Se você não sabe lhufas de inglês, acho mais tranquilo viajar de pacote pois terá alguém para te dar apoio. Não precisa ser aquele em que todo mundo veste a mesma camisa e andam iguais aos pinguins do filme Madagascar.  Há pacotes que você faz o seu roteiro independente, não precisa ficar grudado com os outros. Eu saí dos EUA muito indignada com o meu nível de inglês e disposta a aprender esta língua de vez.  Não adianta fugir: a vida não é uma novela da Glória Perez.

Sobre Miami e Orlando: um mundo de possibilidades

Quando se fala em Miami, muita gente faz associação imediata às muambas compras. Já em Orlando, a associação é com a Disney. As cidades tem mais a oferecer. Com relação às compras, a 1 hora de Miami está o maior outlet da Florida, o Sawgrass. De fato, ele é imenso e tem a vantagem de ter todas as lojas que interessam estarem concentradas em um único local.  Miami tem praia e atrações interessantes como o Seaquarium, museus e passeio de barco pelo pântano para observar os jacarés.  A cidade tem um porto que é ponto de partida de cruzeiros para o Caribe, que não são tão caros quanto imaginamos. Por falar em Caribe, Miami está  a pouca horas de voo de destinos como Cancún, Aruba e Punta Cana.

O foco em Orlando são os parques de entretenimento. Muita gente não sabe mas Orlando não é só Disney. Há parques de outras empresas como os da Universal e os da Seaworld.  Os parques de Orlando oferecem atrações que agradam a todo o tipo de público: crianças, adolescentes e adultos.

Cá entre nós…
No meu tempo, ir para a Disney era um sonho muito distante, tipo coisa só para os ricos.  As jovens de classe média podiam até sonhar em ganhar esta viagem quando completassem 15 anos, o que para os pais acabava sainda mais barato do que bancar uma festa.  Eu tenho alguns amigos que pensam em fazer isso.

O que eu digo (apenas a minha opinião pessoal e não verdade absoluta) é que depois que eu conheci os parques, eu acho que vale muito a pena levar os filhos ainda crianças. Ir com criança que acredita deve fazer toda a diferença.  Além dos parques, poder renovar o guarda-roupa pagando por produtos de qualidade por preços bem mais baixos que os encontrados no Brasil.  Para os adultos, comprar é tão bom quanto ir aos parques. Tem gente que leva só a mala com uma muda de roupa. Eu fui uma destas pessoas.

Onde pesquisar

Eu gosto de pesquisar mas sobre Miami e Orlando, confesso ter tido muita preguiça. São muitos detalhes! Tem que ter paciência para ler dezenas de relatos de viagem, revistas, guias, etc . Toda vez que ficar com preguiça, lembre-se que com informação correta, você conseguirá ver o seu dinheiro render e aí sobrar para as compras. Eis a lista de sites interessantes:

Fóruns
Viajando para Orlando http://www.viajandoparaorlando.com/
Se eu não estiver enganada, é o maior site brasileiro dedicado a Orlando. Muitos usuários participativos. Só tem um único porém: como é um site patrocinado, os usuários são inibidos de deixar dicas de empresas que oferecem boas oportunidades como por exemplo, venda de ingressos mais baratos e aluguéis de carro.  Não precisa ter login para ler as mensagens.

Falando de Viagem http://www.falandodeviagem.com.br/
Acho que a maior vantagem do FDV é a sua objetividade. Graças as dicas do site, consegui um hotel ótimo em Orlando por um preço mais em conta. Não precisa ter login para ler as mensagens.

Blogs de Viagem
A lista é enorme. Muitos blogs de famílias que viajam com frequência à Disney e de guias de excursão.

Dicas da Fer:  http://dicasdafer.com.br/tag/disney/
Andreza Indica Disney:  http://www.andrezadicaeindicadisney.com.br/
A aventuras de Ellerim Viajante:  http://ellerimviajante.com.br/
Viajando com Pimpollhos:  http://viajandocompimpolhos.wordpress.com/2012/03/21/20-dicas-para-sobreviver-a-maratona-disney-em-orlando/
Família Recomenda:   http://familiarecomenda.blogspot.com.br/

Mas o mais didático na minha opinião é o blog do Alessandro, o Wazari. Aprendi muita coisa ali, sobre os parques, tipos de ingressos, onde ficar e agradeço-o enormemente por um post que me deu a vontade de repetir a experiência que ele teve e que foi a minha melhor lembrança de Orlando: a interação com belugas no Seaworld.

O pessoal aí da lista é universitário. Eu tentarei explicar coisas que mesmo lendo estes e outras dezenas de blos por aí, comi mosca e espero que ajudem a vocês de alguma forma.

15 Comentários

  1. sthefany disse:

    Oláa! Tudo bem? Tenho uma duvida você comprou a passage aerea Rio – Miami e Orlando – Rio ou você chegou em Miami foi para Orlando e depois voltou para Miami para ir embora? Bjus

  2. Ana lucia disse:

    Vou em fevereiro para Orlando. Gostaria de saber sobre algum apart hotel, com apartamento de 2 quartos, pois vamos em quatro, eu meu marido minha mãe e meu filho de 11 anos!!!

  3. Ramone disse:

    Vou para Miami passar 10 dias e pretendo dividir esse tempo entre compras e diversão no parques em Orlando. Estou pensando em reservar metade dos dias em Miami e os últimos 3 dias d viajem em Orlando, pois vi q a distância e d mais d 300km entre as duas cidades! O q vc m aconselha?

    • Pat Alves disse:

      Ramone,

      Se você gosta de parques, reserve a maior parte dos dias para Orlando. Vá para Miami primeiro e faça as suas compras no Sawgrass. Da primeira vez fiquei hospedada próximo ao aeroporto de Miami. Hoje em dia, ficaria em Sunrise, o mais próximo possível do Sawgrass, até porque eu não tive nem tempo para conhecer Miami direito.

  4. Vitor Morgado disse:

    Ai galera. Fui pra Miami e Orlando. Se eu puder ajudar me mande um e-mail.

  5. Ian disse:

    Cadê as dicas!!!? Posta ai por favor!!!

  6. debora pereira disse:

    Pat, boa tarde!

    Estou planejando minha primeira viagem ao exterior, e preciso de sua ajuda.

    me informe qual hotel voce ficou em Orlando e Miami.

    meu ingles é basico e meu espanhol tambem é basico, será que consigo
    me virar? irá somente eu e meu marido.

    mais uma coisa e ultima, voce alugou carro la? ou nao?

    bjokas amei o blog.

    • Pat Alves disse:

      O hotel foi o Quality Suites Lake Buena Vista. Em Miami fiquei no Red Roof Miami Airport.
      Sim, você consegue se virar com o inglês básico.
      Não tem jeito, tem que alugar carro. Cote na Sixt Brasil e na Happy Tours USA e faça o seguro com cobertura plena.

      Um abraço,

      Pat

  7. Muito bom, o blog de vocês são demais, adorei as dicas!

  8. Mariana disse:

    Oiii Pat,

    Achei seu blog. Nossa muito legal!!! Voce não vai contar mais da sua viagem a Orlando não ? Estou curiosa rsrsrs

    Abçs

Deixe seu comentário