Planejando a viagem para os Lençóis Maranhenses

23 agosto 2014

Sabe aquele lugar que você sempre quis conhecer mas o acaso do destino nunca “deixava” você ir para lá? Esta é a minha relação com os Lençóis Maranhenses.

Em 2011, depois do mochilão para Bolívia, Peru e Chile, fiquei tão cansada, que cancelei a viagem. Em 2012, o período de seca foi grande e em 2013, choveu mas não foi o suficiente para encher tanto as lagoas. Este ano, a natureza deu uma trégua e finalmente pude conhecer um dos destinos mais belos do país \0/

A minha ideia era conhecer os lugarejos mais conhecidos: Santo Amaro, Barreirinhas e Atins. Os roteiros engavetados, eu dispunha de vários. Pena que não lembrei deles na hora de comprar a passagem aérea. Resultado: atrações demais e dias de menos para conhecê-las (É, acontece nas melhores famílias!).  Com dor no coração, risquei Santo Amaro do roteiro e decidi conhecer Barreirinhas e Atins sem pressa.  São Luís ficaria para outra oportunidade e ler vários relatos de viagem com comentários negativos sobre a capital,  só ratificou a minha ideia inicial.

Abusando da sorte, deixei para reservar hotéis em cima da hora e dancei no planejamento!(É… acontece nas melhores famílias!) Não contava com a alta temporada que se estende até a segunda semana de agosto. Todas as pousadas que eu tinha na lista, estavam ocupadas. Como eu não queria arriscar chegar lá sem reservas, preferi mudar meu roteiro, conhecendo a parte mais rústica e sem infraestrutura que é o Atins e depois Barreirinhas.

Os seis dias inteiros no Maranhão foram planejados assim:

Dia 1: Atins
Chegada no aeroporto de São Luís. Van para Barreirinhas (agendado com sr. Denilson). Lancha para Atins. Check-in na Pousada Sol do Atins. Dormir em Atins;

Dia 2: Canto do Atins
Conhecer o Canto do Atins (Lagoa Verde e restaurante do Antônio ou Luzia). Dormir em Atins;

Dia 3: Barreirinhas. Lagoa Azul
Ida para Barreirinhas. Check-in na Pousada do Rio. Passeio para a Lagoa Azul. Dormir em Barreirinhas;

Dia 4: Lagoa Bonita
Passeio para Lagoa Bonita. Dormir em Barreirinhas;

Dia 5: Pequenos Lençóis
Passeio pelo rio Preguiças (parada em Vassouras e Mandacaru. Almoço em Caburé) ou passeio de quadriciclo pelos Pequenos Lençóis. Dormir em Barreirinhas;

Dia 6: São Luís / Rio de Janeiro
Volta para São Luís de manhã e conhecer o Centro Histórico ou Passeio de bóia pelo rio Cardosa (decidir um dia antes). Transporte para o aeroporto de São Luís. Aéreo para Rio de Janeiro.

mapa

Créditos: Turomaquia

A ideia é ter uma noção do parque para que numa próxima oportunidade eu conheça Santo Amaro e quem sabe, faça a Rota das Emoções com direito a travessia de 3 dias pelo PNLM.

Quem me acompanha há tempos já deve ter percebido que o roteiro realizado sempre é diferente do planejado. Vou explicar o porquê nos próximos posts.

4 Comentários

  1. Guto Dias disse:

    Pat… você é genial! obrigado pelos compartilhamentos… eles serão muito importantes para mim!! muita luz nas tuas caminhadas por esse mundão de meu deus!!

  2. Bia Korbachi disse:

    Oi, voce ja disponibilizou a planinha da colombia? Quero muito começar a planejar

Deixe seu comentário