Realizada 2011 Peru&Bolívia&Chile

26 janeiro 2014

Categorias:

8 Comentários

  1. marcelo garcia disse:

    Olá tudo bem? Sou uma pessoa muito caseira, moro no litoral de São Paulo e estou meio cansado de praia. Então gostaria de aproveitar e fazer uma viagem diferente. Quando descobri omundoaosmeuspes, pensei!!! que legal quero fazer o mesmo, mas como não tenho a mínima ideia por onde começar, fico perdido em relação a tudo!!!Lógico que já tinha ouvido falar de Machu Picchu, depois ouvi falar do Salar na Bolívia, mas não tenho experiência pra um mochilão assim. Tiro férias em Março e a minha dúvida é geral. Não saberia nem realizar uma compra on line via cartão, já que uso apenas cartão de débito aqui no Brasil, pra vc ver nem celular eu tenho. Vc acha arriscado uma pessoa pegar um roteiro, por exemplo o seu roteiro e fazer um mochilão sem ter experiência em viagens internacionais? Eu teria que antecipar as compras das passagens internas (digo aéreo, terrestre etc) entre os países lá de fora já daqui do Brasil? E também comprar as pernoites nos hostel já aqui do Brasil? Se deixar pra fazer por lá como seria feito tanto a parte aérea, terrestre e hostel? Como disse uso apenas cartão de débito no Brasil, não uso smatphones (teria que contratar algum plano de internet pra utilizá-lo na hora de reservar passagens, hospedagens etc? Tenho que ir ao banco e solicitar cartão de crédito internacional, VTM, como realizar a troca de nosso dinheiro pelo dinheiro na moeda local na Bolívia, Peru e Chile? Confesso que tenho muito medo, mas sei que preciso fazer uma viagem dessa e gostei muito do seu roteiro. Você acha melhor eu esperar mais um tempo, pesquisar mais e saber mais detalhes de como se faz uma viagem como essa? Desculpe eu te bombardear com tantas perguntas.
    Um grande abraço.
    Grato
    marcelo

    • Pat Alves disse:

      Oi, Marcelo!

      Que legal que queira conhecer os países vizinhos! A minha primeira viagem internacional eu fiz sozinha, eu também não tinha cartão de crédito internacional nem nada. Eu não sabia lhufas. Algumas pessoas me botavam medo… Mas com informação, eu fui me sentindo mais segura. Então, eu te dou o maior apoio. Vamos por partes:

      1 – Documentos: Identidade em bom estado (RG) ou passaporte. Se sua identidade não tiver em bom estado, providencie uma nova. Só vale o RG, não vale CNH nem carteiras profissionais como OAB, CREA, CRC, etc.
      2 – Vacinas: Tomar a vacina contra a febre amarela no posto de saúde municipal e depois com a carteirinha, ir à ANVISA e solicitar a emissão da CIV (carteira internacional de vacinação). Você encontra a ANVISA nos aeroportos internacionais e em outros endereços. Consulte no site da agência.
      3 – Cartão de crédito internacional: Necessário para saques no Exterior e compras internacionais. É necessário mas não é essencial. Tem gente que só vai com dinheiro e pronto. Só que eu, carioca ixperta e neurótica, acho uma temeridade andar com um bolo de dinheiro pra lá e pra cá. Além disso, o cartão de crédito ainda tem a vantagem de poder usar em caso de emergências. Quando for solicitar ao gerente do banco, pergunte sobre as tarifas (tarifa de saque, principalmente!).
      4 – Roteiro: Você está certo que fará o roteiro de 30 dias? Há várias opções de roteiro. Quantos dias você tem disponível?
      5 – Reservas pagas antecipadamente: Com exceção de Cusco e Machu Picchu, não é necessário reservar nada nestes países. Você corre o sério risco de pagar mais caro. No Peru e na Bolívia é tradição a pechincha. O meu conselho é comprar as passagens de trem para Machu Picchu e o bilhete para Machu Picchu e hostel em Cusco. Só. Sobre os outros lugares, é bom ter uma lista de hospedagem, uns 3 nomes anotados para cada cidade.
      6 – Informação: Eu recomendo muito ler relatos de viagem. Eu sou fã dos Mochileiros.com. Leia os relatos deste link aqui: http://www.mochileiros.com/viagem-por-2-ou-mais-paises-da-america-do-sul-relatos-de-viagem-f739.html
      Nos relatos tem os preços mais atuais dos passeios, dicas de hospedagem, opinião dos viajantes, etc. Outra coisa importante é saber sobre os golpes aplicados contra o turista. Lendo os relatos que eu soube que na Bolívia e no Peru não se aceitam notas de dólar da série CB. Tenha paciência e acredite que será útil.

      Respondendo às suas perguntas:

    • Acho sim que é possível você pegar o meu roteiro e seguir viagem. Só que acho importante você ter noção do que encontrar por lá, de se atualizar sobre outros passeios que possam ser interessantes, etc.
    • Acho possível sim fazer um mochilão para América do Sul mesmo sem ter experiência em viagens internacionais. A minha primeira viagem internacional foi para Europa e sozinha! Um inglês muito do ruinzinho. Dá sim para fazer o mochilão, basta ter informação. Quanto mais informado, mais seguro você fica.
    • Você precisa antecipar somente o trem e o bilhete para Machu Picchu. A hospedagem em Cusco, talvez. O resto faz na hora. Melhor e você pode pagar mais barato, usando a arte da pechincha.
    • Passagens internas: passagens aéreas você compra nas agências de viagem. Eu comprei a passagem La Paz – Santa Cruz em uma agência de turismo em La Paz. Precisou do cartão de crédito. O trecho Santa Cruz – La Paz comprei na hora, quando abriu o balcão da BOA.Tudo porque a BOA não vendia passagens pela internet e eu já havia lido nos relatos lá no Mochileiros que muita gente fazia assim. Os ônibus na Bolívia, também comprei nestas agências que fazem os passeios. No Peru, comprei em agências de passeios e em postos que vendem passagens da Cruz del Sur. No Chile, comprei as passagens na rodoviária mesmo. Enfim, há todas as possibilidades, assim como o Brasil.
    • Eu tenho celular e nunca usei em viagens internacionais para chamadas telefônicas. Mas a minha família é diferente. Não tem essa coisa de se falar todos os dias. Eu levo o celular só para usar o wifi do hotel e usar o Skype para ligar para casa. Se não tiver o celular, estes países (não lembro se tem isso no Chile) tem lojas chamadas locutórios. O que são locutórios? São lojas que tem várias cabines telefônicas. Você fala com o recepcionista para qual país quer ligar. Ele libera uma cabine para você utilizar. Você liga para o Brasil. Estes telefones tem um visor com o tempo de chamada e o custo dela atualizado. Prático porque você liga em horário mais adequado para casa. Geralmente, a gente só está no hotel já à noite e morto de cansaço. Então, mesmo se você não tiver celular, tem os locutórios.
    • Não aconselho a você ter o VTM em países cujas moedas não sejam o dólar, o euro ou a libra. Tenha só o cartão de crédito internacional.
    • Troca de moeda em outros países: neste países a moeda mais valorizada é o dólar. Então, compre dólar. Aproveite, compre um porta-dólar. Leve seus reais também para emergÊncias. A cotação para real é mais baixa, por isso vale a pena mesmo é usar o dólar. Pena que ainda esteja muito alto.
    • Você quer fazer a viagem e já estamos em fevereiro! Eu acho importante você providenciar a documentação. Mesmo o cartão de crédito internacional. Peça mas deixe bloqueado por enquanto. Vá pesquisando sim e se informando. Acho que dá para fazer sim mesmo faltando um mês!
    • Te ajudo no que for possível mas vou te ensinar a pescar 😉
    • Vamos nos falando! Um abraço,
      Pat

      Resumindo: providencie a vacinação e o cartão de crédito.

  • Anderson Andrade disse:

    Olá,

    Planejo ir nos primeiros dias do mÊs de janeiro do ano que vem para la paz. Na sua experiência, uma viagem de ida de onibus, uma visita aos picos de neve em resumo, 10 dias na bolivia, vai custar quanto em reais?

    Desde já, obrigado!

    • Pat Alves disse:

      Ah, Anderson! Não sei te responder porque já são 4 anos que passei por lá. Dá uma olhada no fórum Mochileiros, na seção Relatos de Viagem, Bolívia. O país é muito barato mas estamos em tempo de dólar alto, então talvez não seja tão pechincha quanto há um ano atrás.

  • Alex Dias disse:

    Olá Pat!
    Muito legal seu blog!Parabéns!
    Obrigado pela riqueza de detalhes, sobretudo nas planilhas.
    Recomenda esse Hotel Cordillera Real em Santa Cruz e La Paz?
    Irei com dois amigos em janeiro e preciso de informações sobre hospedagem.
    Abraços

  • kesley disse:

    Muito demais suas postagens. valeu

  • Deixe seu comentário