Planejando a viagem para Santiago do Chile

21 abril 2013

Sempre quis conhecer Santiago mas a visita a cidade era sempre postergada por causa de outros lugares que no momento eram mais prioritários para conhecer.  Não estava nos planos para este ano mas diante uma promoção da TAM em março e com folga sobrando, comprei a passagem Rio – Santiago – Rio por aproximadamente R$ 525. Achei o preço ótimo.  Seguindo as dicas dos amigos, escolhemos ficar por lá por 8 dias, mais precisamente 6 dias inteiros.  Será minha segunda vez no Chile pois há dois anos estive na região do deserto de Atacama em um mochilão que também passava pelo Peru e pela Bolívia.

Nesta viagem gostaria de saber mais sobre a História do Chile, principalmente sobre Salvador AllendePablo Neruda, o Golpe de 73 e a queda do Pinochet. Eu sei que tem os livros e o Google mas nada melhor do que aprender sobre a história no próprio local, não? Além disso, quero visitar uma vinícola, apesar de não ser fã de vinhos (porém sou uma grande apreciadora de uvas).

Como chegar

A empresa Transfer VIP (TRANSVIP oferece serviço de táxi privativo ao custo de 18.000 pesos ou 36 dólares o transfer do aeroporto para a região de Bellavista e Providencia, onde vamos nos hospedar. Há também o táxi compartido que nada mais é que o táxi compartilhado com outras pessoas que estão indo para destinos próximos ao seu. Custo: 6.000 pesos.

Onde ficar

As melhores regiões para se hospedar é a Bellavista e Providência. Na região do Centro, os hotéis são mais baratos mas os blogs e sites especializados dizem que o Centro é  meio “paradão” à noite. Há também a região chique  e moderna de Las Condes (porém um pouco distante do Centro Histórico).  Uma característica de Santiago é o bom número de apartamentos e apart-hotéis para alugar no Booking. Isto é ótimo pois dá para comprar coisas no mercado e comer por lá quando estiver cansado. Nós escolhemos o Chile Apart Bellavista, localizado na calle Dardignac, no bairro de Bellavista.

Moeda e câmbio

A moeda do Chile é o peso chileno (CLP). O Chile não é um país barato como Peru e Bolívia. O custo de vida é praticamente o mesmo do Brasil, principalmente Rio e São Paulo.   Eu levei reais para ser trocados em casas de câmbio, dólares para pagar o táxi da ida e o cartão do banco para emergências. Ao longo da viagem, mudei de estratégia.

Converter pesos chilenos (CLP) em real (BRL)

Eu sempre uso a máxima “Quem converte, não diverte” mas no Chile tive que abrir uma exceção pois é difícil acostumar-se com os zeros da moeda.  Uma dica prática para saber o valor em reais de algo é: multiplique por 4 e depois divida por mil. Como exemplo, o valor do transfer aeroporto-hotel  custará em reais: 18.000 x 4 = 72.000. Dividindo por mil: R$ 72.  Se estiver complicado, multiplique por 2 e corte os zeros: o resultado é o valor em dólares. Foi o que eu fiz muitas vezes, até ficar esperta.

Atenção: O Governo mudou as regras para IOF em saques no Exterior. Antes, pagava-se 0,38% de imposto para cada saque. Agora são 6,38%!!! Se você vai somente para Santiago, procure saber a cotação real x peso chileno e dólar x peso chileno. Há várias casas de câmbio que trocam real por peso chileno.

Os passeios em Santiago

À medida que fui pesquisando sobre Santiago já comecei a achar que eram dias demais para passeios de menos. Confesso que até me arrependi de ter escolhido um período tão longo para a cidade, principalmente porque não estávamos no inverno e não poderíamos reservar um ou dois dias para conhecer as estações de esqui.  Estando no Chile, não tem como deixar de conhecer uma vinícola e não fazer a dobradinha Viña del Mar-Valparaíso. Em Santiago, tem o ônibus londrino que faz o city-tour mas também tem o free walking tour, nos moldes dos tours pelas principais capitais da Europa.  No Trip Advisor, achei algumas sugestões de passeios diferentes e interessantes.

Free walking tour

Este passeio é muito comum na Europa. Basicamente é um passeio a pé pelos principais pontos turísticos da cidade. No final do passeio, o guia fala que o passeio é gratuito mas pede uma gorjeta.  É de bom tom deixar pelo menos 5 mil pesos de gorjeta. Li que os tours são em inglês mas também li de gente que fez em espanhol. Vamos tentar a sorte já que ninguém é perito em inglês no grupoEu sou daquelas que AMA city-tour e eu acho que tem sempre que ser o primeiro passeio do lugar para conhecer um pouco da história e até para se localizar. As empresas mais conhecidas são a Free Tour Santiago e a Spicy Chile.

As casas de Pablo Neruda

As três principais casas do poeta mais conhecido do Chile, prêmio Nobel de literatura, se transformaram em museu: La Chascona, em Santiago; La Sebastiana, em Valparaíso e a Isla Negra, localizada em Isla Negra, comunidade de pescadores.  Como o tour termina no Cerro San Cristóbal, que é ao lado do museu La Chascona, já aproveitaria e visitaria o local.

Vinícolas

Há uma infinidade de vinícolas no Chile. Há as próximas a Santiago como a Concha y Toro, a Cousino Macul e a Undurraga. A vinícola Concha y Toro é muito conhecida dos brasileiros, principalmente por causa do vinho Casillero del Diablo. É a maior vinícola do Chile e a segunda maior do mundo.  O tour nesta vinícola é polêmico por ser mais comercial do que educativo.  O wine tour mais elogiado é o da vinícola Undurraga pois lá você aprende sobre os diferentes tipos de uva e o que significa “reserva”, “gran reserva”, etc.

Eu adoro passeios diferentes e pesquisando sobre vinícolas, achei interessantes passear de bicicleta na Cousino Macul  e participar da festa da vindima (colheita) na vinícola Casas del Bosque.  Março e abril são os meses onde há a vindima (colheita das uvas). Achei alguns posts sobre isso e estava interessada em participar, principalmente por ser na Casas del Bosque que tem muita coisa a se fazer e conhecer por lá.

Valle Nevado

É a  maior estação de esqui do Chile. O teleférico está funcionando e há alguns passeios que podem ser feitos sem neve.

Cajón del Maipo

Destino de ecoturismo localizado a 60Km de Santiago. Lá o destaque é o trekking no Parque Nacional El Morado, além de desfrutar de águas termais e ver vulcões. O difícil é achar o caminho das pedras sem pagar uma fortuna nas excursões. Por falar nelas, uma empresa que oferece os passeios para lá é a Jorge Excursiones. Tem mais dicas no Mochileiros.com e neste post aqui do Viaje na Viagem.

Centro Histórico

Os pontos em destaque são a Plaza de Armas, o Palácio La Moneda e o Mercado Central. Pretendemos fazer a visita guiada do La Moneda.

Museus

O mais recomendado no Trip Advisor e está como a atração número 1 em Santiago é o Museo de La Memória y los Derechos Humanos, que conta sobre a história da ditadura, o golpe de 73 e sobre suas vítimas.

Viña del Mar e Valparaíso

Cidades vizinhas, a uma hora e meia de Santiago. Viña é um balneário conhecido dos chilenos onde em fevereiro tem o Festival internacional da canção. Creio que a atração principal é o relógio de flores. Valparaíso ou Valpo, é uma cidade portuária cercada por morros (cerros em espanhol) e várias casas coloridas. Valpo é considerada Patrimônio cultural da Humanidade.

Como se deslocar por Santiago

Santiago tem uma rede de metrô extensa (nem se compara ao Rio).  A maioria das estações que vamos usar está na linha 1 – vermelha. O preço da passagem varia de acordo com o horário e o dia da semana. A tarifa mais cara é 670 CLP. Para usar o metrô é necessário comprar o cartão BIP, à venda nas estações. Outro modo de conhecer a cidade é caminhando, principalmente no Centro. É o que pretendemos fazer.

Então, montei um roteiro de forma que o grupo escolhesse as melhores opções:

Passeios em Santiago

Atualização:  no final do post, eu comento sobre o roteiro e as mudanças que faria nele.

Comidas típicas

Centolla, mote com huesillos, cachorro-quente com abacate (palta), pisco-sour (ué, o pisco não é do Peru?), o drink Terremoto, os vinhos chilenos tão consumidos no Brasil e sucos de frutas que não tem no Brasil como o suco de framboesas. Eu só quero experimentar o suco de framboesas, o resto eu abro mão 😉

Pesquisando na internet

Vocês não tem ideia mas eu li dezenas de blogs e sites. Os que eu achei muito úteis são estes aqui:

http://viagem.decaonline.com/santiago-dicas-de-passeios/
http://oviajantecomilao.blogspot.com.br/search/label/Santiago
http://www.meusroteirosdeviagem.com/2012/05/roteiro-de-3-dias-em-santiago-do-chile.html

Não posso deixar de mencionar que gosto dos posts do Matraqueando, do Viaje na Viagem e claro, das opiniões no Trip Advisor e do fórum Mochileiros.com

Nos próximos posts, conto como foi a viagem e como foi tudo muito diferente do planejado 😉

Pós-viagem: alguns comentários sobre o roteiro planejado

Comentário da blogueira, 08/02/15 – Este post é um dos mais vistos do blog e relendo-o, percebi que não comentei sobre o roteiro planejado após voltar de viagem. Esta viagem foi uma das mais baratas que fiz graças às atrações locais. Os ingressos não eram caros e o acesso à maioria é feito por transporte público. A atração mais cara para se conhecer foi a o Valle Nevado. Justamente por conta do acesso (contratamos um tour), pela distância e pela entrada. Porém, ressalto que valeu a pena!

Os dois primeiros dias em Santiago, eu acho legal você conhecer o Centro, o bairro Bellavista e o Museu de La Memória.

1°  e 2º dias: Centro Histórico de Santiago e bairro Bellavista

O Centro de Santiago é pequeno e dá para conhecê-lo a pé. Há o ônibus de turismo da Turistik que passa pela maioria das atrações da cidade. Particularmente, achei o ingresso caríssimo. Se está com o bolso magro, não se preocupe. Nós fomos a todos os lugares da cidade de metrô. Só pegamos táxi para ir e vir do aeroporto.

City-tour | Além do tour em inglês oferecido pela Spicy Chile, há tour guiado pelo Centro oferecido pela Oficina de Turismo. O tour é em inglês e em espanhol. Horários distintos.  A dica é ir à Oficina de Turismo (praticamente ao lado do prédio dos Correios) e verificar quais dias eles fazem o passeio.  Antes de viajar, verifique se o dia que for ao Centro é o dia da troca da guarda no Palácio de La Moneda. É feita em dias alternados.

Visite a Plaza de Armas, a Catedral Metropolitana, o Museu Pré-Colombino (Pré-colombino = antes de Cristóvão Colombo), Catedral Metropolitana, o Mercado Público, a Cat

Museo La Chascona | La Chascona foi a casa de Pablo Neruda em Bellavista.

Cerro San Cristóbal e Parque Metropolitano | Apreciar a vista da cidade. Para quem gosta de lembrancinhas, aqui tem umas barracas que vendem artesanato. Para quem vai com crianças, na primeira estação do teleférico tem o zoológico municipal.  O Cerro San Cristóbal está localizado no Parque Metropolitano, muito utilizado pelos moradores para caminhar, fazer piquenique. No parque também há piscinas públicas.

Cerro Santa Lucía| Lugar agradável para ir. Aos domingos, há passeio guiado gratuito oferecido pela Oficina de Turismo.

Visita ao Palácio de La Moneda | Antiga casa da Moeda (moneda = moeda), que virou Palácio presidencial, bombardeado pelas tropas comandados pelo General Pinochet. Antes viajar, agende sua visita. Faça isto com a antecedência mínima de 15 dias.

Visita ao Museu de La Memória | Na minha opinião, o melhor lugar para se visitar Santiago é o Museo de La Memoria y Derechos Humanos. Excelente! Passamos mais de 3h no museu. O Museu da Memória foi inaugurado pela presidente Michelle Bachelet. O museu fala do período que compreende o fim do governo de Salvador Allende e o golpe de Estado até a volta da democracia. Destaque para o vídeo com depoimentos de pessoas que foram perseguidas na ditadura e o vídeo do bombardeamento do Palácio de La Moneda. Para aqueles que querem conhecer mais sobre a história do Chile, para aqueles que amam história, para aqueles que querem adquirir conhecimento, que nunca é demais e para os curiosos, o Museu da Memória é atração imperdível.  Oferece passeios guiados em vários horários e aluguel de áudio-guia. Fácil acesso por metrô e trem.

3° dia: Visitar vinícolas

Há algumas vinícolas nos arredores da cidade a visitar como a famosíssima Concha y Toro , a Cousino Macul, a Undurraga, etc. Sugiro que façam primeiro a visitação à Vinícola Undurraga pois é excelente (agende por e-mail). Acesso fácil de transporte público.

À tarde, sugiro visitar uma outra vinícola como a Concha y Toro ou ir a algum lugar que deixou de visitar nos dois primeiros dias. Eu não fiz mas deve ser bem interessante o tal passeio de bicicleta pelas parreiras da Cousino Macul. Leia os relatos no Like Chile e Viajante Solo.

Dicas
(a) Compra de vinhos – Não sugiro comprar vinhos ali. Lugar de comprar vinho em conta é no mercado (ao menos na época que eu fui). Agora, se o vinho que você quer é diferenciado, então não está mais aqui quem falou 🙂

Se há a intenção de comprar vinhos para levar para o Brasil, saiba que o vinho que comprou na vinícola ou no mercado não poderá ser levado como bagagem de mão (regras sobre restrição de líquidos em viagens internacionais como bagagem de mão). O que fazer? Aproveite que está na vinícola e compre embalagens próprias para proteger suas garrafas na mala. Uma opção é trazer plástico bolha e fita adesiva de casa (foi o que eu fiz mas acabei não usando). Se não quiser correr o risco de estragar suas roupas e perder seu adorado vinho, deixe para comprar vinho no Dutty Free (foi o que eu fiz!). A desvantagem é que você corre o risco de não ter o vinho desejado (aconteceu comigo!). Fique de olho no volume máximo de bebidas que podem ser transportadas como bagagem de mão. Atualmente, o limite é 5 litros . Aproximadamente, 6 garrafas de vinho.  Aconselho a consultar a companhia aérea antes para não ter dor de cabeça. Há companhias aéreas que não aceitam transporte de bebidas como bagagem despachada. Outras aceitam desde que você assine um termo de responsabilidade.

(b) Melhor época –  Os amantes do vinho já sabem bem a época da vindima (época da colheita para os leigos).  Geralmente, começa em meados de janeiro até o final de março. Se estiver vindo no inverno, provavelmente não haverá uvas nas vinícolas.  Então, antes de viajar, informe-se.  Não fiz o passeio mas ficará para o futuro, fazer uma viagem só para apreciar as vinícolas chilenas.

4° dia: Valparaíso e Viña del Mar

Acabamos fazendo um tour para as cidades vizinhas porque perdemos tempo com compras (não façam isto!). O tour foi prático por causa do deslocamento mas rápido demais, como já era esperado. Se eu pudesse, faria de outra forma. Ou faria de carro ou táxi, uma cidade por dia. Resumindo, faria igualzinho a que planejei. Viña del Mar é uma cidade agradável, acredito que principalmente no verão. Valparaíso é muito questionada. Alguns gostam. Outros, não. Eu adorei o que vi, principalmente a visitação a casa de Pablo Neruda, a La Sebastiana.

Para quem acaba fazendo o tour em inglês, que geralmente termina no bairro Bellavista, aproveita e já entra na casa do Neruda e vá ao Cerro de San Cristóbal.

5° dia: Valle Nevado ou Cajón del Maipo

Para quem está indo no inverno, Valle Nevado. Eu fui no outono, achei lindo mas fiquei com dor de cotovelo, pensando no “imagina no inverno!”.  Já no verão, melhor seria ir para o Cajón del Maipo. Dica para quem gosta de caminhar e ter contato com a natureza. Não é simples ir de forma independente mas é possível. Então, aconselho a contratar um passeio por agência de viagem. Tem relatos dos dois modos de ir para lá no Viaje na viagem.

6° dia: Outros passeios

Parques – Parque Arauco e Parque Bicentenário. Os parques são uma ótima pedida para o final da tarde ou um dia de domingo.

Compras – Eu não sou especialista mas caso queiram comprar algo, há o Shopping Arauco (fácil acesso de transporte público) e o Costanera Center (não conheci).

Resumindo, com foco no cliente e com disposição,  dá para conhecer o básico de Santiago em 3 dias. O roteiro sugerido é para fazer as coisas sem pressa. Pretendo voltar à cidade no inverno e revisitá-la quando for à região dos Lagos.

Minhas impressões sobre Santiago estão relatadas nos posts abaixo:

Chegando em Santiago do Chile

Um dia perdido em Santiago

Tour guiado pelo Cerro Santa Lucía

Shopping Parque Arauco

Passeio em Viña del Mar e Valparaíso

Passeio pela Vinícola Undurraga

Valle Nevado no outono

Museu da Memória

Restaurante Giratório, Palácio de La Moneda e Cerro San Cristóbal

 

93 Comentários

  1. Ester disse:

    Por favor, será que você poderia me enviar sua planilha de planejamento para o Chile?
    Obrigada!

  2. Glauco (Baiano em Santiago) disse:

    Sou de Salvador. Moro no chile e faço translados e todos os passeios, meu whatsap é +56963063953 Glauco email: garoto40santiago@hotmail.com

  3. henrique disse:

    whatsapp +56978280988

  4. henrique disse:

    Oi Galera que gosta de fazer ums passeios legais, sou Brasileiro vivo no Chile a nove anos, e me dedico ao turismo, conto com uma camionete 4×4 utimo modelo 2015 para passeios privados de ate quatro pessoas, e uma Vam com capacidade para dez pessoas. oferecemos os seguintes passeios
    vale nevado
    val e viña del mar
    vinedos em geral
    cajon del maipo thermas del maipo
    invalse del yeso
    isla negra, pomaire
    san alfonso del mar, piscina maior do mundo.
    deixo meu contato de whatsap para reservas
    inclui translado ao aeroporto a depender do tour que faca.
    saudacoes

  5. Jorge farias disse:

    boa noite,

    Estou indo com minha noiva em maio, estou com uma dúvida em relação ao pagamento do aparthotel, reservei pelo booking, o mesmo informou que existe uma taxa de iss de 19%, dizem que pagando o hotel em dólar fica isento dessa taxa, tbm ouvi dizer que estrangeiros que ficam menos de 59 dias por lá tb são isentos, você pagou apart hotel em dólar ou em peso, vc chegou a pagar alguma taxa de iss?

    Obrigado pela atenção.

  6. Evelim disse:

    Olá.. tudo bem?
    Gostaria de saber em que hotel você ficou? Se fez um pacote com alguma agencia ou foi por conta própia? Estou querendo ir em Junho.

    Obrigada Beiijoss

    • Pat Alves disse:

      Evelim,

      As viagens eu faço por conta própria, praticamente 98% do total. Eu fiquei em apartamento, o Chile Apart Bellavista, conforme está escrito no post.

  7. Jucilene disse:

    Olá.
    Vou para o chile no dia 03/04/15 e ficarei até 10/04/15.
    Como é a temperatura lá nesse período? Devo levar muitas roupas de frio?
    Será que mil reais é suficiente para esses dias? Não terei gastos com hospedagem, somente transporte, alimentação e passeios mesmo.
    Vou com algumas amigas e queremos aproveitar ao máximo a noite lá também, existem muitas baladas legais para frequentarmos?
    Ficarei no centro, próximo à estação Bellas Artes do metrô.

    Muito obrigada.

    • Pat Alves disse:

      Eu fui em Abril e tirando o primeiro dia que pegamos 8°C, o restante foi de dias mais quentes mas não como no verão. Sobre baladas, eu não sei te informar porque eu sou uma pessoa do “dia”…rs Bom, eu acho que o dinheiro deve dar, mas tenha uma reserva de emergência por precaução.

  8. LikeChile disse:

    Olá, Pat.

    Muito obrigado por mencionar o LikeChile no seu post (que está muito bom), ficamos felizes de ter pego as dicas de nosso blog sobre o Chile.

    Abs.,
    David.

  9. Denise Tonin disse:

    Oi Pat, obrigada por mencionar o Viajante Solo! Adorei o passeio de bike e quando vc voltar a Santiago, não deixe de experimentar! Beijos

  10. Lúcia disse:

    Seu blog é MARAVILHOSO!!! Viajo em 15/3/2015 e vou usar muita coisa desse blog.
    Vou ficar em Providencia no IBIS.

  11. Pollyana disse:

    Estamos pensando em ir em setembro do ano que vem.. Gostaria de saber quanto de dinheiro em reais mais ou menos é necessário levar… Fora passagens e hotéis..

    • Pat Alves disse:

      Xi, Poliana! Não sei te dizer porque o dólar aumentou bastante. Eu gastei menos de 2 mil reais os 6 dias que fiquei por lá. Mas em setembro você ainda pega neve no Valle Nevado, acredito que seja mais caro. O ideal é procurar relatos de viagem na internet mais recentes para ter noções dos preços.

  12. Maria Aparecida Maciel disse:

    Se gostar quero voltar, e a quantidade de roupas devo levar por seis dias ou melhor o que levsr? A braços

    • Pat Alves disse:

      Difícil, em Maria. Ainda mais eu que tento ser o mais econômica possível. O que determina a quantidade de roupas é o peso máximo da mala: 21 Kg e o espaço. Eu acho que levei o suficiente e deixei espaço para trazer vinhos e outras roupas.

  13. Elisangela nascimento disse:

    Ola estava lendo seus posts estou indo pro chile dia 14/10 e volto dia 20/10 não entendo esta moeda deles rssss, pois gostaria de tirar algumas dúvidas com vc, pesquisei o transfer transvip ate enviei email e eles logo me responderam, o peso chileno vale quanto sobre o real? Eu realmento nao entendo tantos zeros kkkk

    • Pat Alves disse:

      Elisangela,

      Eu uso no celular o aplicativo XE Currency para saber a cotação. Na web clique aqui: http://www.xe.com/pt/currencyconverter/convert/?Amount=1&From=BRL&To=CLP
      Mas isso não significa que lá no Chile estará este valor, será algo próximo. O truque é aquilo que falei no post: pegue o valor em pesos, divide por mil e depois multiplica por 4. Valor aproximado em reais. Assim, se por exemplo, o transfer é 20.000 pesos. Para converter em reais: 20.000/ 1.000 = 20 x 4 = 80 reais. É difícil mesmo, mas com o passar dos dias você fica craque.
      Muitos nem lembram, mas há alguns anos, nós aqui no Brasil também vivíamos a volta com tantos zeros mas eram tempos de inflação. A economia chilena é bem diferente em relação a brasileira na década de 80.

  14. Ramon disse:

    Olá Pat. Fiz minha viagem para Santiago neste agosto de 2014 e, como aproveitei muitas dicas de seu site, resolvi retribuir a contribuição. Primeiro a questão da moeda: eu levei dólares e reais, além dos cartões de débito. A melhor cotação que consegui foi trocando o dólar: 1 Real = 245 Pesos Chi (1 dólar = 590 Pesos Chi). A segunda melhor opção foi sacar no Santander (pra quem for correntista, incluindo as taxas): 1 Real = 232 Pesos Chi. Na casas de câmbio, o 1 Real valia 227 Pesos Chi. Fiz os passeios básicos (Viña, Valpo, Vinícula e Valle). Fechar os passeios lá saiu mais em conta do que fechar aqui no Brasil. Eu fechei com uma empresa que tem loja no Mercado Central, a ProntoTur, os passeios de Viña, Valpo (20000 Pesos os dois) e Valle (também 20000). O passeio da vinícula (Undurraga) fechei pela Turistik (29000, na Pronto era 27000). Os passeios da Turistik incluem um guia, o que enriquece o passeio. Vale a pena pagar um pouco mais. Farellones já não tinha mais neve e Valle estava bem quente n odia que fui. O passeio pela vinícula foi excelente (grande dica, Pat). O guia é uma figuraça e explica tudo muito bem. O ideal seria fazer esta visita entre Abril e Junho, quando pode-se ver ver (e degustar) as uvas. Fiquei em um Hotel na Providência (Eurotel) e recomendo. Bem localizado, quartos muito bons. Santiago realmente parece uma cidade da Europa: muito organizada e bonita. Os “cerros”, Santa Lucia e San Cristoban, são paradas obrigatórias. Só acho que não vale a pena ir pra fazer compras em Santiago, especialmente nos shoppings. Nas ruas é possível achar algumas barganhas em roupas mas no geral ou é o mesmo preço do Brasil ou mais caro. Outro ponto de destaque é que tem MUITO brasileiro lá. Valparaíso parece o bairro do Comércio (Cidade Baixa) em Salvador. Os restaurantes, em geral, são muito bons, principalmente os pescados. Recomendo ir ao Astrid e Gaston. No mais, tudo dentro do esperado. Abraço.

    • Pat Alves disse:

      Oi, Ramon!

      Muito obrigada pelas dicas. Ajudará muitas pessoas que querem saber de preços atualizados e e dicas de passeios.

    • Renata disse:

      Oi Ramon….tudo bem??
      Estou indo agora em setembro….tô com muita dúvida em relação ao $$$ pois nunca fui pra um lugar com tanto zero….rsrsrs….não tenho idéia de quanto devo trocar no primeiro dia, nem o custo de um refri, metro….perdida mesmo….dá uma luz….abração….Renata.

  15. Lena disse:

    Amei as postagens. Vou passar o réveillon em Santiago e gostaria de alguma dica. Obrigada

  16. claudete disse:

    olá estarei indo ao chile no inicio de Dezembro ,gostaria de saber se é possível fazer o passeio do vale nevado??

    • Pat Alves disse:

      Claudete,

      Acredito que o Vale Nevado tenha atividades durante o ano inteiro. Mais informações precisas talvez no site ou no hotel quando chegar por lá.

  17. Núbia disse:

    Estou viajando para Santiago do chile de 18 a 24 ,depois que efetuei acompra vj que la e feriado,queriasaber que dias e fechado e os passeios pois para mudar adata vou ter que pagar ataxa de canselamento Grata Nubia

  18. Rafaela disse:

    Adorei as dicas!! Acho que o Chile será minha primeira viagem internacional (só no ano que vem), mas já estou planejando detalhe por detalhe do roteiro!! hahahaha

  19. Dan disse:

    Olá tudo bem ?

    Estou indo ao Chile em setembro e gostaria de algumas dicas. Ficarei 4 dias… Gostaria de ir ao Valle, vc recomenda fazer valle e Farrellones, ou só ficar no valle o dia todo? Não temos a intenção de skiar

  20. Leonardo disse:

    Ótimo post. Posso dizer que também utilizei os mesmos blogs que você indica. Nós ficamos hospedados no Ibis Providencia e posso dizer que gostamos muito, pois o hotel é novo e extremamente bem localizado. Ao lado do metrô e perto do Cerro San Cristobal e do Patio Bellavista.

    Escrevi um post sobre esse assunto em meu blog:

    http://www.comidaparaviagem.wordpress.com

  21. gabriel disse:

    Pat, quero lhe agradecer apesar de nao nos falamos muito, aproveitei muitas informações do seu blog, muito obrigada e que Deus lhe abençoe, com certeza ano que vem voltarei para minha proxima aventura e consutarei seu blog sem duvida.. bjao e é brasil com a taça.. Vai Corinthians…kkkk

  22. gabriel disse:

    Galera bom dia.. passei 10 dias no chile e adorei a viagem zuamos muito e o melhor; vc não precisa muito de guias turisticos o que encarece os passeios a menos que seja um lugar muito distante mesmo acima de 300 km, o resto é tudo muito fácil. peguei algumas dicas deste blog, e outras fui com os colegas descobrindo e conhecendo o que te da mais experiencia também.
    Chile eu recomendo.. ano que vem será extremos da argentina com os handes do chile finalizando na patagonia.. show dw bola.. boa sorte pra vcs e nao parem de viajar galera, isso faz bem pra saude tb.. kkk Obrigado..

  23. Elisa disse:

    Estou indo sozinha ao Chile em Junho, vou ficar 4 dias em Santiago e depois vou para região dos lagos e vulcões.
    Gostaria de saber se é muito frio nesta época, se é mais vantagem trocar real no Chile ou comprar a moeda no Brasil.
    Admiro sua personalidade, viajo bastante também, mas sozinha só pelo Brasil vai ser minha segunda viagem ao exterior sozinha.

    • Pat Alves disse:

      Oi, Elisa!
      Obrigada! A maioria das vezes eu viajei acompanhada. Sozinha eu fui para a Europa e para Argentina. Quando eu fui, sem o bendito IOF de 6,38% a vantagem foi levar dólares e sacar. Eu sugiro você levar dólares e habilitar o seu cartão para saques no Exterior. Quando eu pesquisava sobre a região de Lagos e Vulcões, as pessoas falavam que era mais fácil trocar reais em Santiago. Você vai precisar de dólares para pagar o shutle para o hotel. Aí lá no Centro de Santiago, você terá uma ideia de quanto está o câmbio.

    • Pat Alves disse:

      Elisa, é frio sim mas é suportável. Ainda mais que você não estará na altitude dos Andes. Aproveite e compre um casaco adequado no Chile.

    • gabriel disse:

      Elisa, quer uma solução fácil, acabei de voltar do chile.. se vc for com o cartão pre-pago internacional, só da pra levar em dolar mesmo. se caso vc levar uma grana, troca aqui no brasil mesmo tudo em peso chileno ou numa casa de cambio no chile mesmo. eu troquei uma pouco no brasil e um pouco no chile, meus dolares só me atrapalharam.. alguns lugares aceitam mas pra maioria vc vai usar a moeda local, entao é melhor trocar logo. outra coisa, os chilenos dao muitas gorgetas (proprina), quando fazem compras em mercados, restaurantes e etc.. é interessante vc nao desprezar as moedas ja que elas servem para isso.

  24. Wally disse:

    Hola,

    Serías tan amable de agregar tours4tips.com para los free tours en Santiago y también en Valparaiso a su lista? Cuando vuelves a Santiago, avisame para invitarte a tomar un tour de bicicleta y vino con nosotros en http://www.labicicletaverde.com

    Gracias!
    Wally

  25. Diego disse:

    Oi, eu achei super interessante o blog, mas gostaria de uma informação super basica: qual a media de preços la em Santiago? Por exempl, qual o preço do big mac? Sempre me baseio nestes valores para saber uma media nas cidades e sempre da certo.
    Podes me ajudar?

    Tks
    diego

    • Pat Alves disse:

      Ai, Diego! Eu sempre anoto tudo das viagens mas em Santiago eu fiz a besteira de anotar no papel e papel comigo é igual dinheiro na mão… é vendaval! Eu vou procurar este papel para você e para as outras pessoas.

    • gabriel disse:

      Diego, o big mac, vc vai gastar mais ou menos uns 3500 a 3999 pesos. Só um alerta, alimentação no chile é meio caro.. então se for pra comer bem leva uma grana a mais.

      qualquer coisa galera podem me ligar tb.. 11 961897506 posso ajudar com informaçõe tb. o importante é vcs chegarem bem e voltarem bem tb. valeu…

  26. Naila Suzane disse:

    Estou indo de lua de mel em Maio e aí o que me sugere passo 6 dias!

    • Pat Alves disse:

      Naila,

      Este post e os outros sobre a viagem já tem bastantes dicas. Inclusive tem links de outros sites. Como é lua de mel, acho interessante talvez vocês fazerem o passeio de bicicleta pela vinícola Cousino Macul. Se forem amantes do vinho, podem deixar um dia inteiro para conhecer as vinícolas próximas a Santiago, no caminho para Viña del Mar.

  27. Alexandre disse:

    Bacana, segui algumas de suas dicas e meu passeio está registrado aqui:
    mottinha.net/2014/01/15/cervejando-no-chile

    Abraço

  28. Gabriel disse:

    Pat. boa tarde, eu vou em abril para o chile, vou passeio e também fazer umas boas compras como roupas e outros, vc acha ideal ficar num hostel, apartamento hotel ou um hotél mais barato?
    obrigado…
    Gabriel

    • Pat Alves disse:

      Se você for sozinho, compensa economicamente ficar no hostel. Sem falar no fato que é melhor para fazer amizades. Eu fiz compras em Santiago (roupas de frio). As compras deram todas na mala que eu trouxe. Se for assim, dá para ficar no hostel. Pesquise se o locker (guarda-volume) é grande o suficiente para você guardar sua mala. Agora se você fazer compras grandes, talvez seja melhor ficar em hotel. Não que no hostel não tenha segurança mas abrir bagagem na frente de estranhos não é recomendável. Ah, outra coisa: independente de hotel ou hostel, leve cadeado e não dê bobeira hein! Deixe tudo trancado na mala.

      Entre hotel e apart, a maior vantagem do hotel é que seu quarto vai estar arrumadinho todos os dias. Já o apartamento tem como vantagem ter a geladeira, utensílios, microondas e até fogão caso queira cozinhar. A gente fez uma “noite de queijos e vinhos”. Foi legal!

    • Gabriel disse:

      rsrsrs.. Show de bola Pat. muito obrigado pela sua dica muito significante. desejo tudo de bom para vc e todos que curtem seu blog como eu tb. bjs..

  29. Gabriel disse:

    Boa tarde, viajo para o Chile dia 2 de Abril sozinho se alguém for no mesmo periodo e quiser se juntar por 10 dias estou aberto para compartilhar. Sou paulista moro em Sao Paulo Capital
    ou podem falar comigo no face; (gabriel merique) na foto, estou na ponte da mulher em buenos aires.

  30. kelma perdigao disse:

    Pat, gostaria de saber se o BIP, cartão do metrô é individual ou pode ser usado por mais pessoas?

    • Pat Alves disse:

      Olha, não sei dizer. Nós ficamos na dúvida e acabamos não querendo arriscar. Pergunte no hotel em que ficar e no lugar que comprar o cartão.

  31. igor pimentel disse:

    No caso da conversão da moeda, não seria melhor converter o real em pesos chilenos nas casas de cambio em santiago, assim não pagaria as varias taxas para saque no exterior? Qual a sua dica?

    • Pat Alves disse:

      Oi, Igor!

      Pois é… as regras mudaram. Quando eu fui, o IOF para saques era de 0,38%. Sempre saquei dinheiro nas minhas viagens. O Governo mudou as regras na calada da noite. Como o IOF para saques agora é de 6,38%, agora é mais válido levar real para Santiago. Foi até bom vc falar nisso, eu vou atualizar alguns posts.

  32. Helaine disse:

    Ola Pat,vamos viajar para Santiago em final de abril,estamos em duvida sobre ir em valparaiso, estamos pensando em ir só em vina del mar!!! Sera que vc pode nos dar uma dica!!! Obrigado

    • Pat Alves disse:

      oi!

      Olha, eu gostei de Valparaíso. Achei superfotogênica. Sem contar que é lá que está uma das casas de Pablo Neruda. Com o áudio-guia, a gente sabe um pouco mais da história do poeta e muitos detalhes da casa. Por outro lado, algumas pessoas vão te dizer que parece uma favelinha e realmente parece sim, mas eu gostei. Agora, se tivesse que escolher entre as duas, eu escolheria Viña del Mar, achei-a mais bonita, não só eu, minhas amigas também e concordamos que Viña del Mar merece um dia inteiro ainda mais no verão. O ideal é um dia para cada cidade. Em abril, os dias já estão mais frios.

  33. Edmilson disse:

    Boa tarde Pat!!

    Eu e minha esposa vamos fazer um tour por Santiago, Viña e Valparaiso de 16 a 22 de março de 2014, algumas dicas de roupas para levar, o clima nesta época e se Valle Nevado está aberto a visitação? Obrigado

    • Pat Alves disse:

      Edmilson,

      Veja o calendário de abertura no próprio site do Valle Nevado. Eu fui em abril e a dona do apart disse que demos muita sorte pois dias antes fez um frio de lascar. Sugiro levar roupas que você possa vestir em camadas, caso faça frio. Leve cachecóis e um casaco. Não custa prevenir. Uns dias antes de viajar, veja o tempo no site Climatempo ou no Weather Channel. Ajuda bastante.

  34. Daniela Nascimento disse:

    Olá Pat! Eu e meu marido estamos planejando nossa primeira viagem internacional em Dez/2014 ou Jan/2015. O Chile seria uma boa opção. Como é o clima lá nesta época ? Obrigada

  35. Márcia Léa disse:

    Informo aos colegas que pretendem conhecer o Chile que tenham muito cuidado com assaltos, passei por uma situação deprimente na 4ª comisaría quando fui assaltada do dia 22/11/13 no centro de Santiago. Fiquei “detida” por seis horas frente ao assaltante em um galpão imenso com cães e bandidos sem que me explicassem a razão, estavam sempre aguardando um telefonema para me liberar. O assaltante recebeu lanchinho, Coca-Cola e agasalho enquanto eu passei frio, fome e sede (soube que liberam os assaltantes no dia seguinte e que os mesmos voltam a agir imediatamente). Só consegui sair porque usei o “jeitinho” brasileiro tendo um grande “ataque de nervos”.
    Quanto ao Chile, problemas à parte, amei. Gostei muito de tudo (ou quase, rsrsrs.)
    Obs: segui as orientações da Pat que foram muito boas, parabéns e obrigada pela ajuda.

    • Pat Alves disse:

      Márcia,

      Que situação chata! Você que é a vítima e fica um tempão na delegacia sem explicações?
      Obrigada pelo aviso. Eu sempre ando no Exterior como ando no Rio mas tem certas situações que não tem como escapar…
      Fora estes problemas, que bom que tenha gostado do Chile. Obrigada pelo elogio.

  36. Gustavo disse:

    Não sei se foi o que entendi… você foi em Março? O clima nesse período, como é? Quente, frio, chuva, etc.

    Obrigado

    • Pat Alves disse:

      Gustavo, fui na última semana de abril. Só o primeiro dia pegamos frio (8°C à noite). Depois, só tivemos dias de sol. A dona do flat disse que demos sorte, pois na semana anterior estava frio.

  37. Felipe disse:

    Curiosamente,Ficarei no mesmo hotel que vc ficou…Vc gostou dele? Obrigado!

    • Pat Alves disse:

      Felipe,

      Não é um hotel. É simplesmente um apartamento. Não tenho nada do que reclamar. Se quiser até fazer comidinha no apartamento (nós uma noite fizemos um senhor espaguete regado a vinho…rs) tem tudo lá. A proprietária é simpática e além disso, na conversão dólar para pesos chilenos, superfavorável para a gente.

  38. Luiz antônio disse:

    Obrigado pelas dicas. Vou a Santiago no próximo dia 18. Voltando de lá conto como foi e como usei as informações que você nos deu.

  39. Karine disse:

    Amei seu blog, ja favoritei! Você chegou a conhecer alguma empresa que aluga carro e mais ou menos o preço?
    Obrigada!!

  40. candida Lucena disse:

    Estou viajando próximo dia 27.10 com meu marido para Santiago,eh a primeira vez, gostei muito do seu blog,com certeza vou acessar seu site

    • Pat Alves disse:

      Obrigada, Cândida!
      Santiago é um bom lugar para passear. Leia os outros posts de Santiago. Vá em Categorias e escolha Santiago. Tem dicas de reservar passeio à Viña Undurraga e a visita guiada no Palácio Presidencial.

      Boa viagem!

  41. andreia disse:

    gostaria de ir para santiago e de lá ir pr outros lugares ,poderia me informa quais lugares seria melhor se bolivia,peru,santiago ou o contrario disso…

    • Pat Alves disse:

      Andrea,

      Não tem como dizer para você qual o melhor sem te conhecer, é muita responsabilidade! São lugares diferentes. São lugares bem diferentes. Você pode a partir de Santiago continuar pelo Chile e conhecer a região dos lagos chilena (Pucón, Puerto Varas) e a Patagônia. Se tiver mais dias, o deserto de Atacama. Ou ainda, de Santiago seguir pelo deserto de Atacama, Bolívia e Peru. Talvez os posts da Categoria Roteiro Planejado te ajudem: http://www.omundoaosmeuspes.com.br/category/roteiro-planejado/

  42. Rebecca disse:

    Fui a Santiago esse mês e fiquei hospedada no Ibis Providencia, recomendo que quem fizer o mesmo evite fazer passeios com os senhores que ficam na frente do hotel. Fizemos com Andreas que na hora de voltar cobrou 5000 pesos a mais por pessoa que o valor combinado. Outras pessoa no hotel também reclamaram que fecharam passeios com outros caras e eles deram bolo ou atrasaram bastante. O melhor e alugar um carro ou ir com empresas como a Turistik.

  43. Camila Jorge disse:

    Qual a sua mudança de estratégia em relação ao câmbio?

    • Pat Alves disse:

      Eu levei bastante dinheiro em reais para trocar na casa de câmbio. Quando cheguei em Santiago, resolvi mudar de estratégia. Passei a usar o cartão de débito para sacar em pesos chilenos. A cotação do Santander na época era excelente e melhor que a do BB e a do Itaú. Deixei os reais para alguma emergência. Usei os dólares só para pagar o táxi no aeroporto. Existe um limite de números de saque em conta corrente que varia para cada banco e é de acordo com o seu tipo de cesta de serviços. Eu tenho direito a fazer dois saques no Exterior por mês gratuitamente.

      Lembrando que quando você saca, você recebe o dinheiro na moeda local mas você paga taxa ao seu banco, ao governo brasileiro e ao banco do país que você está sacando. Por exemplo, eu queria sacar 200 mil pesos chilenos no Red Bank. Na verdade, quando você quer sacar 200 mil pesos chilenos, você tem que pagar uma taxa para o banco chileno, por exemplo 20 mil (não lembro do valor correto). Então, na verdade você recebe em dinheiro, 180mil pesos. Só que na sua conta corrente, o valor de 200mil pesos é convertido em real mais o IOF na cotação real x dólar do dia (o pesos chileno é convertido em dólar, que por sua vez, é convertido em real). E se você não tiver direito a saques gratuitos no Exterior, você pagará mais uma taxa para o seu banco no Brasil. Por isso é importante antes de viajar, você saber das taxas que o seu banco cobra.

  44. Dora disse:

    Pretendo ir ao Chile em 2014 em Março os preços vão está mais caros como comidas, bebidas, passeios e voos? Abraço

  45. Ticiana disse:

    As estações de esqui estão abertas no mês de outubro para esquiar?

  46. silvio cesar disse:

    Ola,
    Vou agora no final de julho e gostaria de saber se as terma do cajon del maipo estara aberta?
    Ouvi dizer que no inverno elas fecham?
    Abs

  47. Evelyn disse:

    Oi, gostaria que você desse uma base de preços dos passeios… principalmente o do teleférico no Valle Nevado. Vou viajar com meu namorado em Setembro e queria saber mais ou menos os valores 🙂

  48. Karin disse:

    Adorei as informações obtidas no seu blog, até porque estou indo com meu marido e não conheço o pais. A agencia por onde comprei meu pacote não me ofereceu nenhuma dica que fosse tão proveitosa como as suas. Obrigada,,,,abraços, Karin

  49. Diego disse:

    Obrigado pela citação do meu blog. Um abraço!

Deixe seu comentário