Grécia e Turquia: o roteiro ideal

2 agosto 2012

O roteiro planejado foi ótimo mas eu faria alguns ajustes para ficar melhor.  O stop-over em Paris depois de voltar da Turquia não valeu a pena. Acho que Paris combina com uma viagem por outras capitais européias ou em viagens pela França.  Destoou muito destes países tão diferentes e de história milenar. Também chegamos a conclusão que o passeio de balão é para encerrar a viagem com chave de ouro e voltar ao Brasil encantada.  Hoje, eu teria visitado Paris no início da viagem e por apenas dois dias. Hoje, não iria para Paris. Somente Grécia e Turquia.

Apesar de ser ter passeios mais cansativos que a Grécia, vale a pena deixar a Turquia por último.  Não só pelos passeios diferentes mas sim pelo possível aumento de peso da bagagem e que o passeio de balão pelo céu da Capadócia é pra fechar a viagem com chave de ouro. Ratifico que se for conhecer estas regiões, deixe a Capadócia por último. Vai por mim!

Roteiro pela Grécia

Para quem quer conhecer apenas a Grécia, posso dizer que a quantidade de dias reservada para cada cidade foi o suficiente. Dá para conhecer muita coisa e ainda descansar. Ainda mais em plena primavera, onde as noites só começavam  a partir das 20:30. Deixo apenas uma ressalva: acrescentaria  mais um dia em Atenas para conhecer Meteora.

Em Atenas, acho que com um guia na Acrópole teríamos aproveitado bem mais o local ou sem guia, tivéssemos ido ao Novo museu da Acrópole e ao Museu Nacional, que demos o azar de estar fechado quando fomos para lá. Também acho que para quem gosta de História e de Mitologia, vale a pena ler sobre o assunto antes. É um pecado ir para Grécia e só pensar em praia e baladas. Pense nisso 😉

A minha opinião de roteiros em Atenas e nas principais ilhas é esta aqui:

Roteiro ideal - Grécia

Lógico que se você for um apaixonado pela Cultura Grega ou se você detestar praia, o seu roteiro será bem diferente.

Roteiros pela Turquia

Eu conheci o interior da Turquia com um pacote fechado em Istambul. Apesar das minhas amigas acharem que valeu a pena, eu acho o contrário.  Tudo muito corrido (como já era de se esperar) e os hotéis não foram lá essas coisas.  Se puder, faça tudo por conta própria.  Eu acho que a dificuldade maior é fechar os transfers do aeroporto de Izmir para Selçuk, a cidade mais próxima para conhecer as ruínas de Éfeso. Porém se já tiver hotel reservado, pode pegar mais informações.

Eu colocaria mais dias na Turquia, tudo para amenizar o cansaço da viagem. Em vez de ficar em Kusadaki, escolheria Selçuk como base para conhecer as ruínas de Éfeso e a Basílica de São João. De Selçuk, partiria cedo com mala e cuia para Pamukkale.  Deixaria as malas no hotel e passaria a tarde inteira em Hierápolis e nas piscinas, até o pôr-do-sol.  No outro dia, conheceria Afrodisias e aí sim à noite, partiria em ônibus para a Capadócia, onde ficaria por três noites.  Cada dia seria para um dos passeios tradicionais da região e um dia, somente para conhecer o  Museu a céu aberto de Göreme no meu tempo.

Confuso(a)? Aqui tem um esboço para ajudar:

Roteiro ideal - interior da Turqui

Já para Istambul, eu li alguns relatos que afirmam que 5 dias é um bom número para conhecer a cidade. Concordo. Dos pontos turísticos obrigatórios, não conheci o Palácio Dolmahbace nem o lado asiático de Istambul. Tudo porque perdemos muito tempo comprando no Grand Bazaar.  Uma lição que eu aprendi aqui é que primeiro se conhece o lugar. As compras se deve deixar para o final. Ainda mais comprando com os turcos que adoram o longo processo de compra e venda.

A cidade toda se conhece a pé. Só usamos o tram para ir a Taksim. Hospede-se em Sultanahmed e estará bem localizado.

Roteiro ideal - Istambul

 Planejando o roteiro para Grécia e Turquia

Nos links abaixo, eu explico como eu planejei a nossa viagem para os dois países.

Grécia e Turquia: planejando uma viagem, parte 1

Grécia e Turquia: planejando uma viagem, parte 2

Veja também a diferença entre os roteiros planejado e realizado, além da planilha de custos.


Grécia e Turquia: planejando uma viagem (parte II)

3 julho 2012

Compramos a passagem Rio de Janeiro – Atenas – Istambul – Rio de Janeiro em fevereiro. Conseguimos um ótimo preço na Air France.  Como eu tinha dias disponíveis, compramos com a passagem com stopover em Paris. O que acabou saindo mais barato. Só teve um problema: eu não estava com o roteiro na hora da compra e acabei colocando quatro dias de stop-over e 24 dias para fazer o roteiro inicial!

Os deslocamentos na Grécia

Os deslocamentos entre as ilhas serão de ferry. Apesar de ter lido vários relatos sobre pessoas que enjoam durante a viagem (eu sou do tipo que passo mal em barco fácil), arrisquei. Achei melhor porque não teria o estresse com trâmites burocráticos de aeroporto e limite de bagagem.

A ordem das ilhas foi escolhida de forma que a duração da viagem não ultrapassasse 3h e seguindo a linha de pensamento de “deixar o melhor para depois”.

De Atenas para Milos – ferry – 2h30 de duração
De Milos para Santorini – ferry – 1h35 de duração
De Santorini para Mykonos – ferry – 2h30 de duração

As companhias de ferry na Grécia são a Helenic Airways, Blue Star e Seajets.  As passagens podem ser compradas nos sites da companhias de ferry ou em sites agregadores como o  Greeka.com. Importante dizer que os trajetos só aparecem no site uns 2 ou 3 meses antes da data desejada.

Nós compramos as passagens no cartão de crédito no mês de abril (dois meses antes da viagem), no site Greeka.com. Recebi um e-mail com as informações dos trajetos e as instruções para trocar o e-mail impresso pelas passagens em Atenas.

Como o ferry de Atenas para Milos será às 07:00 e a viagem dura menos de 2h30min, decidimos ficar duas noites por lá.

 Os deslocamentos na Turquia

Essa foi a parte mais difícil de encaixar. Como fazer o roteiro para o interior da Turquia?  Ouvi muitos elogios sobre os ônibus turcos mas li também que eles não tinham banheiro. Não me imaginava fazendo mais uma viagem longa de ônibus (traumas da Bolívia?), então o roteiro foi planejado inicialmente previa  fazer todos os trechos internos de avião.

As companhias áereas turcas são a Turkish Airlines, Pegasus, Atlasjet, Onu Airlines e a Sun Express.

De Istambul para Éfeso

O  aeroporto mais próximo de Éfeso está na cidade de Izmir (ADB). De Izmir, há a opção de pegar uma van (chamada de Dolmus) ou um trem para Selçuk, a cidade mais próxima das ruínas de Éfeso.   Boas opções para pernoitar são Selçuk e Kusadaki, local onde os cruzeiros aportam.

De Éfeso para Pamukkale

São duas opções que melhor se adequam a nossa viagem:
(a) Bate-volta a partir de  Selçuk ou Kusadaki.  A desvantagem é que o passeio acaba sendo cansativo porque o tempo de viagem é aproximadamente três horas.
(b) Ônibus ou dolmus para Pamukkale (3h).

De Pamukkale para Capadócia

Após conhecer as piscinas travertinas e Hierápolis, as opções são:
(a) Seguir para Denizli e pegar o ônibus noturno para Göreme (uma das cidades da região da Capadócia);
(b) Voltar para Selçuk ou Kusadaki e pernoitar por lá.  No dia seguinte, ir para Izmir para pegar o voo para Capadócia (aeroporto de Kayseri ou aeroporto de Nevsehir);
(c) Pernoitar em Pamukkale e só no dia seguinte, ir para Izmir e pegar o voo para Capadócia.

A princípio, nós faríamos o bate-volta para Pamukkale e no dia seguinte, iríamos para Goreme de avião.  Praticamente, todas as cias aéreas turcas fazem o trecho Istambul – Izmir.  Já o trecho Izmir – Kayseri é operado somente pela Sun Express.

Há dois aeroportos em Istambul, o Ataturk (IST) e o Sabina Goçhen (SAW), na parte asiática. Os voos da Capadócia chegam no aeroporto de Sabina, que fica a 1 hora da região de Sultanahmet, a parte turística.

De Mykonos para Istambul, o melhor horário e preço eram da Aegean Airlines.  Não consegui comprar a passagem pois havia exigência do cartão de crédito ser Verified by VISA. Tentei comprar em sites agregadores. O preço não compensava. Então, por forças das cirscunstâncias, deixamos para comprar a passagem em Atenas.  Assim como fechar o pacote do interior da Turquia em Istambul.

 A HOSPEDAGEM

Baseado em alguns blogs e relatos de viagem, reservamos alguns hotéis pelo Booking.com ou pelo site do hotel.

Para quem não conhece como funciona o Booking.com, clique aqui.  A vantagem do Booking é que você não precisa pagar nada antecipado e dependendo do preço que você fechar, o cancelamento é reembolsável.  O pagamento só é realizado no momento do check-in, o que faz você economizar alguns trocados que seriam destinados ao IOF, caso pagasse diretamente no cartão de crédito.

  • Atenas:  Central Hotel, no bairro de Plaka.
  • Mykonos: Damianos hotel. Com direito a transfer gratuito.
  • Santorini: El Greco Resort, em Fira. O El Greco foi indicação de uma amiga, que teceu mil elogios para o hotel.
  • Istambul: Hotel Erboy, na região de Sultanahmet. Reservado diretamente no site do hotel. Não precisou pagar nada.  Há uma promoção: cinco noites ou mais de estadia tem direito a transfer gratuito do aeroporto Ataturk e a um jantar grátis.
  • Paris: Eiffel Kennedy, um pouco distante das atrações mas foi o que encontramos com melhor relação custo/benefício para apartamento triplo.

O roteiro planejado

Pondo tudo o que eu falei em uma planilha, o roteiro seria este aqui:

Como já disse, temos em aberto a viagem para o interior da Turquia.  O pacote será fechado em Istambul porém eu tenho ideia de como será o roteiro. Uma dúvida é a volta para Istambul, não sei se é melhor pegar o voo dia 15/06 à noite ou voltar pela manhã e no mesmo dia seguir para Paris.

No próximo post, contrariando um pouco a ordem cronológica dos passeios, eu conto sobre o roteiro que eu faria, se tivesse que viajar novamente.  Após viagem, gosto sempre de deixar anotado o que deu certo e o que deu errado, alguns ajustes para tornar a viagem mais agradável para o meu gosto.

 

 


Grécia e Turquia: planejando uma viagem (parte I)

3 julho 2012

Depois de três anos do primeiro mochilão (como o tempo passa rápido!), volto à Europa numa viagem que mistura História milenares e praias paradisíacas.  Idiomas, cultura, paisagens e costumes bem diferentes do nosso. Os destinos da vez são Grécia e Turquia.

A Grécia, que hoje é presença constante nos noticiários por causa da crise econômica, é considerada o berço da civilização ocidental. A Grécia Antiga exerceu grande influência (Política, Filosofia, Ciência, Arquitetura, etc.) na civilização romana , que por sua vez, tratou de espalhá-la por diversos cantos da Europa.  Conceitos como cidadania e democracia surgiram lá.  Assim como as Olimpíadas e o fascínio da mitologia grega.

O país também é muito conhecido por causa da beleza de suas praias.

Já a Turquia não é muito conhecida dos brasileiros. Talvez isto mude um pouco quando a próxima novela das 21h, de autoria de Glória Perez, estrear.  O pouquíssimo que eu sabia da Turquia era mais precisamente de Istambul, a antiga Constantinopla.  Uma das ou senão a única cidade no mundo que é cortada por dois continentes. No caso de Istambul, a Europa e a Ásia.

A Turquia não é só Istambul. Aliás, Istambul não é a capital. A capital da Turquia é Ankara. Uma surpresa para mim! Como também foi surpresa descobrir que muitos locais descritos na Bíblia estão em território turco (antiga Ásia Menor). Exemplo: as sete igrejas do Apocalipse (Éfeso, Esmirna, Tiatira, Laodicéia, Filadélfia, Sardes e Pérgamo) e a ilha de Patmos, onde o apóstolo João escreveu o livro de Apocalipse.

Ainda no campo religioso, temos a região da Capadócia, terra natal de São Jorge,  um dos santos de maior devoção no Brasil e  região onde viveram os primeiros cristãos.

Outros lugares interessantes: Troia (lembra-te da história?), Pamukkale e suas piscinas travertinas , o templo de Ártemis, uma das sete maravilhas do mundo antigo, as piscinas de Cleópatra e Hierápolis.  Além disso, há alguns passeios de cruzeiro pela costa turca. Nos moldes das ilhas gregas porém com suas devidas proporções.

Então, serão sobre estes lugares milenares, repletos de História, que iremos conhecer.

As pesquisas

Comecei as pesquisas sobre a Grécia na Comunidade do Orkut “Dicas Imperdíveis de Viagens”. Há dois especialistas que lá respondiam às dúvidas dos participantes: Dr. Décio, responsável pelo site Guia Grécia. Lá que eu ouvi falar pela primeira vez de várias ilhas gregas, não muito conhecidas por aqui mas cada uma com o visual mais bonito que a outra.

Nos blogs de viagem: o excelente Wazari e o Turomaquia.

Sobre a Turquia, eu acho que todo mundo devia ler os artigos do blog Viaggio Mondo e do Fui e voltei pra contar.  Foram as fotos do blog que me fascinaram e foi lá que ouvi falar da primeira vez sobre Pamukkale.  Prometi a mim mesma em conhecer este lugar. O melhor site para elaborar roteiros pelo país é o Turkey Travel Planner.

Dos guias de viagem, comprei o Guia visual da Folha – Grécia e o Lonely Planet Istambul em português. O LP usei durante a viagem.

Outros relatos de viagens interessantes você encontra na lista abaixo:

Turquia
Blog Vícios de Viagem
Blog Palimpesto Turco
Mochileiros.com – Relato do usuário Davlav (Istambul em 5 dias)
Mochileiros.com – Relato do usuário Davlav (interior da Turquia)
Mochileiros.com – Relato do usuário MCM

Grécia
Blog Vícios de Viagem
Mochileiros.com – Relato de Davlav

 

O roteiro inicial

Eu tentarei explicar mais ou menos como foi o processo de criação do roteiro.  Pode parecer óbvio mas a primeira coisa que tenho em mãos na hora de traçar o roteiro é o velho e bom mapa.

Com o limite de 30 dias disponíveis, preferi praticamente distribuir em dias iguais os dois países. Da Grécia, o mais difícil foi escolher duas dentre as centenas de ilhas.  Escolhi as mais conhecidas: Mykonos e Santorini.  Havia muitas opções como Rodes e Creta.  Uma das amigas que me acompanhou na viagem sugeriu a ilha onde foi filmado Mamma Mia porém, era pouco tempo para conhecer, ainda mais numa viagem conjugada com a Turquia.

Extraído de http://www.wordtravels.com/Travelguide/Countries/Greece/Map

 Da Turquia, além de Istambul e seus dois mundos, vamos conhecer  as ruínas de Éfeso, o templo de Ártemis, as piscinas travertinas de Pamukkale e a Capadócia. O passeio mais esperado de toda a viagem é o voo de balão sob o céu da Capadócia.

Extraído de http://www.wordtravels.com/Travelguide/Countries/Turkey/Map

 O que conhecer primeiro: Grécia ou Turquia?

Em viagens eu tenho duas regrinhas básicas: (1) Fazer primeiro a parte mais cansativa pois você está mais disposto e (2) deixar o melhor para depois.  A segunda regra há controvérsias. Como saber o que é o melhor se você não conhece ainda? Aí, prefiro confiar na opinião de amigos que já conhecem o lugar e ler guias e relatos de viagem.  Na maioria das vezes, dá certo.

Minha amiga falou que os passeios na Turquia são bem mais cansativos que os da Grécia, onde a maior parte da viagem será nas ilhas.  Ela também afirmou que  o passeio de balão é inesquecível e deixar Istambul por último seria uma boa por causa das compras. Acabei deixando a Turquia por último.

Planejando o roteiro para Grécia

Os guias recomendam no geral no mínimo dois dias para cada ilha e a minha amiga que foi ano passado garantiu que Mykonos merece mais dias que Santorini.  Então, o roteiro na Grécia ficou:

Atenas: 2 dias inteiros;
Santorini: 2 dias inteiros;
Mykonos: 3 dias inteiros.

Encaixando os dias de deslocamento, temos:

Dia 1 – Saída do Rio de Janeiro
Dia 2 – Chegada em Atenas
Dia 3 – Atenas
Dia 4 – Atenas
Dia 5 – De Atenas para Santorini
Dia 6 – Santorini
Dia 7 – Santorini
Dia 8 – De Santorini para Mykonos
Dia 9 – Mykonos
Dia 10 – Mykonos
Dia 11 – Mykonos
Dia 12 – De Mykonos para Istambul

Planejando o roteiro para Turquia

Nos relatos de viagem sobre Istambul, várias pessoas falam que 5 dias é pouco. Então, acrescentei mais dois dias à cidade. Dois dias inteiros para Éfeso e Pamukkale. Dois dias inteiros para Capadócia.  Assim, o roteiro pela Turquia ficou:

Dia 12 –  De Mykonos para Istambul
Dia 13 – Istambul
Dia 14 – Istambul
Dia 15 – Istambul
Dia 16 – Istambul
Dia 17 – Istambul
Dia 18 – Istambul
Dia 19 – Istambul
Dia 20 – De Istambul para Izmir (aeroporto mais próximo de Éfeso)
Dia 21 – Éfeso
Dia 22 – Pamukkale
Dia 23 – De Pamukkale para Capadócia
Dia 24 – Capadócia
Dia 25 -Capadócia
Dia 26 – Da Capadócia para Istambul
Dia 27 – De Istambul para Rio de Janeiro

Uma ilha bastante elogiada na comunidade do Orkut Dicas Imperdíveis de viagem é a ilha de Milos. As fotos do local são sensacionais. Acabei tirando os dois dias de Istambul e encaixando Milos no nosso roteiro.

No próximo post, eu falo da adequação do roteiro à disponibilidade dos transportes.

 


Página 1 de 1 1