Planejando a viagem para Machu Picchu

28 dezembro 2014

Como chegar a Machu Picchu

Vejamos um mapa para ter uma noção da distância entre Cusco e Machu Picchu.

Mapa_regiao_Cusco_Peru

A cidadela não está colada em Cusco. Distam-se 160Km. O povoado mais próximo às ruínas chama-se Águas Calientes ou Machu Picchu Pueblo (a meia hora de ônibus da cidadela). A forma mais tradicional de chegar a Machu Picchu é percorrendo a clássica e disputada Trilha Inca, de 2 ou 4 dias. As outras formas basicamente terão que passar por Águas Calientes. De Águas Calientes até a entrada da cidadela, o visitante pode pegar um ônibus (20 min) ou seguir a pé (1h30min de caminhada e subindo escadas).

 Chegando a Machu Picchu de trem

A bem da verdade, o trem chega até Águas Calientes (estação Machu Picchu). É o modo mais popular de chegar até lá. Como já foi dito anteriormente, de Águas Calientes para a cidadela de Machu Picchu, você pode usar o ônibus ou seguir a pé. Apesar de achar o valor da passagem de ônibus um absurdo (U$ 15 por dois trajetos de 20 minutos), aconselho a ir de ônibus pois a pé é cansativo e creio que para as pessoas normais (os não-atletas) não terão mais tanto pique para andar pelas ruínas. Então, gastem sua energia para o melhor. Não seja mão de vaca nestas horas. Agora se é uma questão filosófica e ideológica, aí nem discuto.

 

Mapa da Peru Rail

Fonte: Peru Rail

Águas Calientes está a 4 horas de trem de Poroy, que é a estação de trem mais próxima a Cusco.  Por sua vez, Poroy está a meia hora de táxi da Plaza de Armas de Cusco.  Na minha opinião, um dia nas ruínas é o suficiente. Dá até para fazer o bate-volta de Cusco mas não aconselho. Cansativo demais.  Além disso, o trem mais cedo de Poroy chegará às 10 da manhã junto com uma grande parte de turistas que disputarão espaço para tirar fotos a tapas.  É preciso ter pernas para andar bastante, subir e descer escadas.  A minha sugestão é que você chegue mais cedo às ruínas.  Para isso, a solução é pernoitar em Águas Calientes e na manhã seguinte, pegar o ônibus ou caminhar até as ruínas.

A passagem de trem ida e volta desde Poroy pode custar a partir de  125 dólares, aproximadamente. A companhia ferroviária que faz o trecho é a Peru Rail. O preço da passagem varia de acordo com o tipo de trem. A Peru Rail tem três tipos de trens: O Expedition, o mais barateiro; O Vista Dome, um pouco mais caro que o Expedition mas com clarabóia no teto para o passageiro apreciar melhor a paisagem; e o Hiram Bigham, trem de luxo, passagens caríssimas, bem apropriado para os bem-nascidos. Na prática não há tanta diferença entre o Expedition e o Vista Dome. Uma forma de economizar dinheiro e tempo é pegar o trem em Ollantaytambo, a 1h30min de Águas Calientes. O custo da passagem é de aproximadamente 115 dólares. Para quem sai de Cusco, basta pegar uma van até Ollanta, como a cidade é comumente conhecida. As empresas que fazem o trecho são Ollanta – Machu Picchu são a Peru Rail e a Inca Rail.

Chegando a Machu Picchu pela Trilha Inca

Um clássico! Percorrer a trilha ou caminho inca é uma forma de conhecer como os incas faziam para chegar a Machu Picchu. A trilha clássica é feita em 4 dias mas pode fazer a trilha curta de 2 dias. Não há como fazer a trilha inca por conta própria. É necessário contratar uma agência credenciada pelo governo peruano. Como há limite de pessoas para percorrer a trilha, é necessário reservar com antecedência que pode ser de até 4 meses, em caso de alta temporada. O custo é de aproximadamente 400 dólares. Quem faz a trilha inca chega em Machu Picchu na Puerta del Sol, mais conhecida como Intipuku.

Trilha Inca

Machu Picchu pela  Trilha Salkantay

Trilha alternativa a trilha inca com duração de 5 dias e 4 noites. Conhecida por passar por belas paisagens com matas fechadas e monte nevados como o Salkantay.  Tem um relato sobre a Trilha Salkantay no blog Revista de Viagem.

Chegando a Machu Picchu por conta própria: usando a rota alternativa (via hidrelétrica de Santa Teresa)

É o modo mais barato e provavelmente o mais cansativo. Eis o passo-a-passo:

  • Pegar van ou ônibus de Cusco até Santa Maria (6h);
  • De Santa Maria, pegar o táxi coletivo até a Hidrelétrica de Santa Teresa (2h).  A estrada aqui é curvilínea e sempre beirando precipícios. Para quem sente náuseas convém tomar remédio;
  • A partir da Hidrelétrica, seguir os trilhos do trem caminhando até chegar Águas Calientes (2h30min a 3h).
  • Pernoitar em Águas Calientes e conhecer Machu Picchu no dia seguinte.

DICA: as agências de Cusco já oferecem um pacote que inclui os trechos de ida-e-volta de  van e táxi. almoço em Santa Maria e a hospedagem em Águas Calientes. O pacote é chamado de Machu Picchu by car e custa aproximadamente 100 dólares.

Nosso planejamento para ir a Machu Picchu

Nós utilizaremos o modo mais comum para chegar até Águas Calientes: o trem. Para otimizar o nosso roteiro, faremos o seguinte: no dia do passeio do Vale Sagrado, abandonaremos o tour em Ollantaytambo e de lá pegaremos o trem para Águas Calientes. Muitas pessoas fazem isso. As agências chegam um pouco antes das 15:00 em Ollantaytambo e às 15:30 os guias já deram uma breve explicação sobre as ruínas de Ollanta.  Há pessoas que compram as passagens de trem às 16:30. Eu as comprei para o horário das 19:00, para ter um pouco mais de folga e aproveitar um pouco mais as ruínas.

Na prática, os guias já sabem que boa parte das pessoas que fazem o Vale Sagrado tem em mente este esquema. Então, já no caminho para Ollantaytambo perguntam quem ficará na cidade e que horário partirá o trem de cada uma.  Os guias ajudam bastante já apontando a rua onde se deve caminhar para chegar até a estação. Ao chegar em Águas Calientes, convém já comprar as passagens de ônibus. O ponto de ônibus fica bem próximo à estação. Algumas pessoas já fecham o pacote hotel em Águas Calientes + guia em Machu Picchu já em Cusco. Dá para fazer tudo independente. Reserve o hotel via Booking e alguns dias antes envie um e-mail informando o  horário de chegada do seu trem, para que tenha alguém do hotel te esperando na estação. Com relação ao guia em Machu Picchu, há dezenas deles na entrada da cidadela oferecendo seus serviços.  Não perguntei os preços.  O hostel Pirwa de Cusco localizado na calle Suecia ofereceu serviços de guia compartilhado a um custo de 8 dólares por pessoa. O horário da volta dependerá muito do que você fará em Machu Picchu. Subirá a Huayna Picchu? Terá guia? Quer conhecer tudo como a Ponte Inca e a Puerta del Sol? Gosta de ver tudo com calma? É sedentário? Então, é melhor comprar a passagem de volta para depois das 15:00. Se comprar a entrada do primeiro grupo para subir a Huayna Picchu, melhor pegar o ônibus das 05:30 – o primeiro ônibus.  Machu Picchu está aberta a visitação a partir das 06:00. Quando chegar em Ollanta, rapidinho aparecerão pessoas perguntando quem quer ir de van a Cusco (igualzinho no Brasil). Pergunte o preço antes. Resumindo, para quem está indo de trem como eu:

  • Planeje pegar o trem de dia no mesmo dia que fará o passeio para o Vale Sagrado e abandone o passeio em Ollantaytambo;
  • Compre a passagem ida e volta Ollantaytambo – Machu Picchu (1h40min);
  • Compre a passagem de ida a partir 16:30 ou 19:00 (a seu critério, mas eu preferi comprar para o trem seguinte da Peru Rail, horário 19:00. Se houver outro horário mais cedo, tipo 17:30 pela Inca Rail,seria o mais adequado);
  • Ao chegar em Águas Calientes, comprar a passagem de ônibus para Machu Picchu;
  • Pernoitar em Águas Calientes;
  • Na manhã seguinte, pegar o ônibus e seguir para cidadela.
  • Neste dia, com a passagem de trem já comprada para horário da tarde (depois das 15:00), voltar para Cusco. Se descer em Ollantaytambo, pegar a van para Cusco. Se descer em Poroy, pegar o táxi para o hotel (negocie).

DICA: Se você não for subir a Huayna Picchu e estiver hospedado em Ollanta, não tem a necessidade de pernoitar em Águas Calientes. Pegue o primeiro trem, o das 05:00 e à 06:40 você já estará na estação Machu Picchu. Provavelmente, chegará na cidadela antes das 07:30.

4 Comentários

  1. Parabéns pelo blog,
    Se precisar de mais informações para a viagem dos brasileiros fico a sua disposição

  2. Thailaine Silva disse:

    Pat, sabe onde eu compor passagem pra pagar com boleto? Não tenho limite suficiente no cartão de crédito, e não consigo passagem por menos de $1600,00 ida e volta. Ta caro?
    Obrigada, Thailaine.

  3. Adorei as informações que tudo viajante brasileiro precisa de saber para sua visita ao Machu Picchu com as trilhas Salkantay e trilha Inca sem dúvida as duas melhores trilhas mais famosas do Peru e do mundo, essas trilhas foram feitas pelos Incas há mais de 500 anos atrás, atravessam bonitas e inspiradoras paisagens andinas. Uma das coisas mais impressionantes desta trilha é seu destino final, na cidadela inca de Machu Picchu.
    Precisa de mais dicas e informações para percorrer a trilha Inca e Salkantay, visite o seguinte site > http://www.trilhaincamachupicchu.com.br operadora local no Peru para os brasileiros.

Deixe seu comentário